• Serviço privado e confidencialEmbalagem discreta e pagamento confidencial.
  • Medicamentos Originais da nossa farmácia sediada no Reino Unido
  • Serviço incluído no preço e parcelamento Consulta, prescrição e entrega no país todo
  • Entrega expresso para qualquer local de residência.
Início / Ejaculação Precoce

Ejaculação Precoce

Controle da Ejaculação Precoce

O controle sobre as relações sexuais permite a obtenção de mais prazer e confiança. A ejaculação precoce (EP) é a incapacidade de completar uma relação sexual satisfatória, pela falta de controle do homem sobre a sua ejaculação e orgasmo, sendo o ato sexual finalizado antes do esperado.

A ejaculação precoce afeta até 30% da população masculina e pode interferir no bem-estar psicológico de ambos os membros da relação. A duração para atingir o orgasmo varia de homem para homem, porém pode considerar-se como ejaculação precoce quando o homem ejacula em menos de 2 minutos, sendo incapaz de suster o orgasmo após a penetração, ou mesmo antes de esta ocorrer.

Procurar aconselhamento médico para o tratamento desta condição é o primeiro passo para a resolução do problema. Na 121doc, é possível comprar tratamentos para ejaculação precoce, como o Priligy. Para isso, você tem que responder a um rápido questionário médico, que será depois analisado por nosso time médico especializado para determinar sua aptidão ao tratamento para, então, emitir uma receita médica. Depois de emitida a receita, a nossa farmácia realiza o envio da encomenda em pacote discreto com entrega via Correios de forma expressa e grátis para todo país.

Você sabia que...

Nós já tratamos mais de

1382464 pacientes

Nos orgulhamos muito dos comentários deixados por eles...

Já realizou uma compra conosco antes?

Faça o login para realizar um novo pedido

Tratamentos Disponíveis

medicamento priligy original da menarini

Priligy

4.6 (46 Opiniões)
  • Aumenta a performance sexual em 200-300%
  • Efeitos duram até 4 horas
  • Tenha uma nova percepção sobre sexo e sexualidade
Mais Informação

O que é a ejaculação precoce?

A ejaculação precoce, problema comum para grande parte do público masculino, não passa de um orgasmo prematuro, que pode ocorrer logo depois da penetração, em alguns casos, enquanto que, para uma parcela dos homens, pode ocorrer antes mesmo que a relação sexual aconteça.

Em situação normal, o tempo médio para que um homem possa chegar à ejaculação, quando apresenta saúde sexual normal, é de 5 minutos. Evidentemente, não se pode determinar o tempo exato da duração de uma relação sexual, podendo ser mais ou menos.

Considera-se ejaculação precoce a condição em que o homem chega ao orgasmo antes que a pessoa com quem esteja mantendo relações sinta o mesmo prazer. Essa situação, de acordo com as estimativas, pode ocorrer em até 50% dos homens na maior parte das vezes em que mantém relações.

É necessário considerar, no entanto, que estabelecer um diagnóstico de ejaculação precoce só pode ser feito quando o problema acontece com frequência, ou seja, em pelo menos 50% das vezes em que ele tem relações. Os casos esporádicos podem ocorrer, mas devem ser descartados, uma vez que sempre existe a possibilidade de serem resultado de alguma tensão ou mesmo de ansiedade momentânea.

Se considerarmos a ansiedade como uma causa da ejaculação precoce, devemos entender que o sexo e a ansiedade não são compatíveis. Quando afirmamos que se trata de um problema que pode atingir até 30% dos homens, não podemos categoricamente afirmar que todos apresentam ansiedade.

Portanto, a medicina vem analisando a ejaculação precoce sob outro prisma, passando a ser tratada como um problema de saúde pública, quando se torna recorrente.

Isso porque o problema pode trazer consequências mais graves para o homem portador do problema, causando depressão, estressa e perda de qualidade de vida, além de prejudicar o relacionamento entre parceiros.

Confira no infográfico abaixo as estatísticas relacionadas à ejaculação precoce:

Estatísticas da Ejaculação Precoce

Qual a duração natural da ejaculação?

Um estudo, que avaliou mais de 500 casais em relacionamento hetero e homoafetivos, constatou que o tempo médio de uma relação sexual é de 4 a 5 minutos. A pesquisa foi realizada apenas com casais em relação estável.

Dependendo da idade do homem, o tempo de penetração é variável. Assim, por exemplo, entre homens de 18 a 30 anos, o tempo médio pode chegar a 6,5 minutos em meia, enquanto que, entre homens acima de 50 anos, esse tempo é reduzido para 4,3 minutos. Considera-se, portanto, que, quanto mais idade tiver o homem, menos tempo será necessário para chegar ao orgasmo.

A pesquisa foi realizada em homens saudáveis que não mantinham qualquer tipo de controle sobre a ejaculação. Quando, porém, é necessário manter o controle sobre o orgasmo, é bastante difícil evitar a ejaculação precoce, e o problema pode acontecer em qualquer época da vida sexual masculina, aumentando sua incidência à medida que o homem envelhece.

A ejaculação precoce tem cura?

Dependendo da situação, a ejaculação precoce pode ter cura e tudo vai depender do diagnóstico, ou seja, de se descobrir porque ela está ocorrendo. Existem três meios de promover a estabilização da ejaculação, atingindo o orgasmo ao mesmo tempo que a parceira ou parceiro:

  • A psicoterapia, quando as causas são psicológicas;
  • O uso de remédios para retardar a ejaculação, como o Priligy, quando as causas são físicas;
  • A união dos dois tratamentos, quando as causas são variadas.

O diagnóstico deve ser feito por um médico com conhecimento no assunto, uma vez que a ejaculação não possui um tempo pré-definido, sendo um resultado físico não programado, devendo ser considerada como precoce apenas quando o homem leva pouco mais de um minuto para ejacular depois da penetração.

Tipos de ejaculação precoce

A medicina considera que existem dois tipos de ejaculação precoce: a permanente, ou vitalícia, e a secundária. Conheça um pouco mais sobre cada um desses tipos na tabela abaixo:

Tipos de ejaculação precoce
Ejaculação precoce permanente ou vitalícia

A ejaculação precoce permanente pode ser consequência de herança genética, ou mesmo se desenvolver a partir de determinados comportamentos provenientes da infância.

Quando se trata de problemas comportamentais, considera-se que o homem, na infância, conviveu em ambientes restritos, onde o sexo era considerado tabu. Assim, por exemplo, o homem, quando adolescente, procurava se masturbar de forma mais rápida, com receio de ser surpreendido durante o ato. O comportamento e o mesmo tipo de emoção, dessa forma, acompanham o homem durante sua vida adulta, sendo um trauma difícil de ser superado.

Nesse caso, a ejaculação precoce apresenta alguns sintomas básicos, que incluem:

  • A ejaculação ocorrendo em um minuto ou pouco mais ou menos após a penetração;
  • A incapacidade de o homem atrasar a ejaculação depois da penetração;
  • Sensação de estresse, frustração ou ansiedade, antes e depois da relação sexual.
Ejaculação precoce secundária

A ejaculação precoce secundária, por sua vez, é um problema que se desenvolve em razão de condições físicas ou psicológicas. Nesse tipo de ejaculação precoce, os principais sintomas são os seguintes:

  • Ejaculação persistente com um mínimo de estimulação, ocorrendo pouco depois da penetração;
  • Ejaculação precoce depois de o homem ter tido relações sexuais saudáveis e consideradas funcionais em períodos anteriores;
  • Sentimentos de estresse que acabam evoluindo para problemas no relacionamento.

Quando o homem apresenta um ou mais desses sintomas, a melhor coisa a fazer é procurar um médico. O profissional de saúde poderá encontrar a causa do problema e encaminhar para o tratamento mais adequado. Se a causa for física, o tratamento poderá ser feito com medicamentos, porém, se for psicológica, é preciso encaminhar o homem para a psicoterapia.

Sintomas da ejaculação precoce

Quando se trata de sexo e de relações entre parceiros, o homem não pode confundir a ejaculação precoce com a impotência ou disfunção sexual. Os problemas podem estar estreitamente relacionados, porém apresentam causas e sintomas diferentes, mesmo se apresentando concomitantemente.

A impotência sexual é uma condição que se manifesta quando o homem não consegue manter a ereção por tempo suficiente para manter uma relação sexual satisfatória, ou mesmo quando não consegue a ereção.

A ejaculação precoce é uma condição que ocorre quando o homem, mesmo conseguindo manter a ereção, não consegue controlar o tempo para a ejaculação, muitas vezes chegando ao orgasmo antes mesmo da penetração.

Segundo a medicina, a ejaculação precoce deve ser considerada quando o homem chega ao orgasmo em até dois minutos depois de iniciar a relação sexual. Assim, mesmo mantendo a ereção por determinado tempo, o período da relação se torna menor, não trazendo total satisfação a ele próprio ou à pessoa com quem está mantendo um relacionamento íntimo.

O próprio homem pode analisar sua condição e verificar se apresenta ou não o problema de ejaculação precoce. Basta prestar atenção em algumas sensações durante a relação sexual. No caso de apresentar um ou mais dos sintomas descritos a seguir, de forma recorrente, pode considerar o diagnóstico como positivo.

Caso contrário, existem alguns métodos naturais que permitem controlar o orgasmo e superar o problema, retornando a uma vida sexual normal.

Os principais sintomas da ejaculação precoce, que devem se apresentar de forma recorrente para considerar um diagnóstico positivo, são os seguintes:

Sintomas da Ejaculação Precoce
  • Dificuldade em controlar a ereção por um tempo mínimo de um minuto após a penetração;
  • Incapacidade de retardar o orgasmo ou completar a relação sexual;
  • Ansiedade e agitação acima do normal durante a relação sexual;
  • Sentimento de frustração logo após o orgasmo;
  • Incapacidade de manter algumas posições sexuais por mais de alguns segundos sem chegar ao orgasmo.

Um detalhe importante, que o homem mais jovem deve entender quando apresenta ejaculação precoce, é que o problema não deve ser considerado como falta de experiência ou vivência sexual, muito embora o histórico de sua vida sexual possa apresenta grande influência sobre sua performance.

A ejaculação precoce pode acontecer em determinados casos em homens mais jovens, principalmente quando, durante a adolescência, tenham mantido poucos relacionamentos mais íntimos, mas também pode ocorrer em homens que mantinham bom desempenho sexual e, em determinado momento, passaram a apresentar os sintomas.

Quando ocorre esse último tipo de situação, considera-se que o homem seja portador de ejaculação precoce secundária, podendo apresentar as mesmas causas de quem já tenha começado sua vida sexual já portando o problema.

Causas da ejaculação precoce

A ejaculação precoce pode ter diversas causas, podendo ser físicas, psicológicas ou genéticas. É importante que o diagnóstico e a busca das causas sejam feitos por um profissional de saúde, mesmo sabendo que, em grande parte dos casos, a condição é consequência de algum problema de ordem psicológica, como, por exemplo, o estresse, a ansiedade, depressão, ou mesmo baixa confiança do homem ou qualquer problema de medo ou culpa.

O problema ainda pode surgir como consequência de alguma experiência traumática relacionada a sexo durante a infância ou adolescência, gerando efeitos emocionais que se projetaram para a vida adulta do portador.

No caso de a ejaculação precoce ser decorrente de algum problema psicológico, o tratamento pode ser feito por um psicólogo ou psicoterapeuta, que precisa analisar todos os problemas emocionais do paciente, conhecendo a fundo tudo o que se relaciona com sua vida sexual e levando-o a se conscientizar e superar qualquer trauma que tenha tido em sua vida pregressa.

Quando se trata de ejaculação precoce com causas físicas, um dos fatos que pode estar ocorrendo é o homem atingir o orgasmo antes do tempo em decorrência dos sinais cerebrais que são transmitidos para o sistema nervoso pelo hormônio serotonina, que é absorvido por receptores próprios.

A serotonina oferece um efeito calmante, tanto para o cérebro quanto para o restante do organismo. Quando ela é absorvida, o homem de torna incapaz de controlar o orgasmo, chegando à ejaculação em tempo inferior ao necessário para ter uma relação sexual satisfatória.

Contudo, a serotonina também afeta outros processos mentais. Assim, problemas emocionais como estresse, por exemplo, podem causar a falta ou ausência de serotonina no organismo, levando à sua rápida absorção pelos receptores e, quando liberada, pode provocar a ejaculação precoce.

Podem também ocorrer alguns casos em que a tensão e a ansiedade somente se apresentam quando o homem está tendo relações sexuais. Nesse caso, as causas podem ser problemas ligados ao próprio relacionamento e, para eliminar o problema, o homem deve ser tratado das duas formas: com medicamentos e com terapia, procurando superar a situação e manter uma vida sexual normal.

Na vida sexual masculina podem ocorrer determinadas situações que aumentam as chances de ocorrência da ejaculação precoce. A maior parte delas, no entanto, é de origem psicológica ou emocional, como podemos ver a seguir:

  • Falta de condições de manter a ereção;
  • Medo de perder a ereção durante o relacionamento sexual;
  • Falta de habilidade ou experiência em relacionamentos íntimos;
  • Incapacidade de concentração durante a atividade sexual;
  • Problemas cardiovasculares, entre outros.

Devemos considerar, ainda, que um dos principais gatilhos para desenvolver a ejaculação precoce é a pressão social sobre o homem, principalmente durante a fase da adolescência, quando a própria sociedade (familiar ou amigos) exigem que sua performance seja perfeita.

Dessa forma, o jovem se sente pressionado a agir como a parte ativa no relacionamento, devendo manter performance aprimorada durante as relações sexuais, procurando fazer com que sejam duradouras o suficiente para que sua parceira a atingir o orgasmo ao mesmo tempo. Isso faz com que ele se sinta pressionado, mantendo os músculos contraídos, o que vai contribuir exatamente para o efeito contrário, ou seja, ter uma ejaculação antes do tempo.

Conheça as causas psicológicas e fisiológicas da ejaculação precoce:

Causas da Ejaculação Precoce
Causas Psicológicas da Ejaculação Precoce
1. Condicionamento

O condicionamento é uma das causas da ejaculação precoce, podendo ser consequência de más experiências que o homem tenha passado em sua vida quando jovem. Dessa forma, por exemplo, quando um adolescente conviveu em um ambiente familiar onde o sexo é recriminado e a masturbação repudiada, ele pode desenvolver o hábito de se masturbar mais rapidamente para não ser descoberto.

Na vida adulta, sempre que suas relações sexuais forem feitas sob algum tipo de pressão, sua experiência anterior o leva apresentar ejaculação precoce, como consequência desse condicionamento.

2. Experiência Sexual Traumática

Sempre que um homem passa por qualquer experiência sexual desagradável ou que tenha apresentado qualquer tipo de trauma, a experiência pode se associar a novos relacionamentos, quando ele poderá apresentar nervosismo ou ansiedade, levando também à ejaculação precoce.

3. Ansiedade

Uma das principais causas psicológicas da ejaculação precoce é a ansiedade, principalmente quando o homem sente medo de falhar em qualquer relação sexual, ou mesmo quando não há total entrosamento com a parceira ou parceiro, levando-o a atingir o orgasmo com maior rapidez.

Sempre que o homem começa um relacionamento sexual preocupado com sua performance, ou com medo de não satisfazer a pessoa com quem está tendo relações sexuais, a ejaculação precoce se manifesta.

4. Depressão

Um dos principais problemas psicológicos da atualidade, a depressão afeta tanto o público masculino quanto o feminino, gerando consequências para a mente e para o organismo. No caso do homem, quando a depressão se manifesta, ele é levado a ter problemas emocionais, como falta de energia e tristeza que, naturalmente, podem se converter em sintomas físicos.

No homem portador de depressão, costumam ocorrer problemas de disfunção sexual, chegando, em alguns casos, à impotência ou à ejaculação precoce. Havendo esse tipo de problema, é necessário procurar o tratamento adequado, conhecendo as causas da depressão para que o problema da ejaculação processe possa ser solucionado.

5. Baixa autoestima e falta de confiança

Em se tratando de relacionamento sexual, a baixa autoestima pode causar ejaculação precoce, sendo consequência, geralmente, de experiências sexuais negativas. Além disso, a falta de confiança é um problema que se manifesta mais comumente em homens mais jovens, que não têm maior experiência em relacionamentos íntimos, não o deixando à vontade e com medo de não satisfazer a pessoa com quem está mantendo relações sexuais.

6. Sentimento de culpa e estresse

Sempre que o homem se sente estressado, o cansaço e a fadiga vão repercutir diretamente no relacionamento sexual, levando a apresentar a ejaculação precoce. O sentimento de culpa com relação a qualquer tipo de problema sexual corrido no passado também pode levar ao desenvolvimento do problema, impedindo que o homem sinta maior prazer durante as relações sexuais.

Causas Fisiológicas da Ejaculação Precoce
1. Hipersensibilidade

Em alguns homens, a região peniana pode apresentar maior sensibilidade, o que pode impedi-lo de controlar adequadamente os músculos da área genital. Nesse caso, o homem normalmente sente maior excitação, levando a atingir o orgasmo com maior rapidez.

2. Problemas na próstata

A próstata é a glândula de maior importância para uma vida sexual saudável. A produção e composição do esperma dependem do seu bom funcionamento. Dessa forma, quando um homem apresenta qualquer tipo de problema na próstata, como, por exemplo, aumento em seu tamanho ou quando ela mantém atividade acima da média, a ejaculação precoce pode se manifestar.

3. Diabetes, hipertensão e alcoolismo

Problemas que afetam diretamente a circulação sanguínea também podem gerar consequências sobre o orgasmo, levando o homem a ter ejaculação precoce. O diabetes, a hipertensão e o alcoolismo são problemas que provocam alterações na circulação sanguínea, criando alterações também na consistência do plasma, afetando principalmente as relações sexuais.

4. Medicamentos

Alguns medicamentos interferem diretamente no estado psíquico e orgânico, provocando alterações que impedem a capacidade de controlar a ejaculação, como acontece, principalmente, com antidepressivos. Se o homem estiver tomando algum medicamento para tratar a depressão ou ansiedade, poderá ter problemas de ejaculação precoce.

5. Lesões na coluna

Na ocorrência de qualquer tipo de lesão na coluna vertebral, o organismo pode apresentar problemas neurológicos. Assim, por exemplo, o sistema nervoso central pode não ter o funcionamento adequado, não transmitindo os sinais nervoso como necessário, afetando diretamente a ejaculação.

6. Problemas de tiroide

A glândula tireoide é a responsável pela produção de diversos hormônios. Quando não está funcionando da forma adequada, a produção de hormônios também é afetada, o que pode provocar problemas nas relações sexuais, levando à ejaculação precoce.

Como controlar e evitar a ejaculação precoce?

A ejaculação precoce não possui qualquer método preventivo totalmente eficaz, principalmente porque o tempo de orgasmo pode variar de um homem para outro. Contudo, dentro do que se espera como tempo normal para a ejaculação, algumas medidas podem ser aplicadas para garantir maior tempo à relação sexual.

Entre essas medidas, o homem deve procurar reduzir ou eliminar a ansiedade, uma vez que essa é uma das principais causas para o surgimento do problema. Mantendo um estilo de vida menos agitado, sem se submeter a estresse em excesso, ele próprio consegue eliminar uma das grandes causas da ejaculação precoce.

O princípio "mente sã em corpo são", que é conhecido pela humanidade desde a Grécia Antiga, também pode ser aplicado para erradicar a ejaculação precoce. Para garantir essa condição, além de reduzir os níveis de estresse e ansiedade, o homem deve manter uma dieta equilibrada, praticando atividades físicas e mantendo seu organismo em condições mais saudáveis.

Alguns problemas de saúde podem também levar à ejaculação precoce e, dessa forma, mantendo um estilo de vida saudável vai levar o homem a manter o seu bem-estar orgânico, gerando impactos positivos em sua vida sexual.

Atualmente, a indústria farmacêutica oferece pelo menos um medicamento específico para o tratamento de ejaculação precoce, além de anestésicos locais e antidepressivos de efeito rápido. Os medicamentos mais indicados pelos médicos são os relaxantes musculares, ansiolíticos e antidepressivos.

No entanto, a maior parte dos medicamentos apresenta efeitos colaterais ou mesmo alguns sintomas que podem não possibilitar a manutenção de uma relação sexual plenamente satisfatória.

Para prevenir a ejaculação precoce, o homem pode aplicar algumas técnicas, principalmente antes de qualquer relacionamento mais íntimo, ou mesmo durante as relações, buscando controlar a ansiedade e manter os músculos relaxados:

  • Buscar ter maior experiência sexual faz com que o homem tenha maior controle sobre o orgasmo;
  • Exercícios de Kegel para relaxar o músculo pubococcígeo é bastante útil para evitar a ejaculação precoce;
  • A aplicação de pomadas, cremes e sprays reduz a sensibilidade peniana, evitando a ejaculação antes do tempo;
  • Masturbar-se lentamente permite que o homem mantenha maior controle sobre o orgasmo;
  • Buscar algumas posições mais relaxantes durante as relações sexuais ou aplicar massagens nos órgãos genitais é eficiente para garantir mais tempo antes do orgasmo;
  • Um método interessante é fazer sexo oral em conjunto com a masturbação antes da penetração;
  • Fazer algumas paradas durante a relação pode ser de grande utilidade, embora não seja tão agradável para a parceira ou parceiro;
  • Segurar o pênis um pouco antes da ejaculação ajuda a retardar o orgasmo.

Exercícios para resolver a ejaculação precoce

Existem alguns exercícios, além dessas técnicas, que podem evitar a ejaculação precoce. A seguir, você vai conhecer esses exercícios:

  • Masturbação: Para evitar a ejaculação precoce, o homem deve se masturbar normalmente. Antes de chegar ao orgasmo, no entanto, deve relaxar e repetir o processo algumas vezes sem ejacular. O objetivo desse exercício é controlar a sensibilidade do pênis. Com o tempo, em questão de alguns dias ou semanas, ele poderá controlar melhor o orgasmo, conhecendo exatamente o momento em que irá ejacular, podendo parar antes.
  • Respiração: Quando o homem chega próximo ao orgasmo, as batidas do coração se aceleram. Se o homem aprender a controlar a respiração, irá diminuir a pulsação cardíaca, podendo controlar a ejaculação. Para tanto, basta respirar profundamente, relaxando os pulmões e eliminado o ar aos poucos.
  • Exercícios mentais: Ao sentir que vai ter o orgasmo de forma precoce, o homem deve se acalmar e evitar qualquer tipo de pensamento negativo, como, por exemplo, "não dá para aguentar" ou mesmo "o que o parceiro ou parceira vai pensar". Em vez disso, deve buscar na mente palavras ou imagens tranquilizadoras, concentrando-se nelas. Os exercícios mentais, aliados a uma respiração controlada e relaxada ajudam a evitar a ejaculação precoce.
  • Exercícios sexuais: A parte mais sensível do pênis é a glande, responsável pelos estímulos que levam ao orgasmo. Para evitar a ejaculação precoce, o homem pode penetrar lenta e profundamente, movimentando os quadris de forma suave. Essa movimentação irá reduzir a estimulação da glande, evitando a ejaculação precoce.
  • Exercícios para o músculo pubococcígeo: O músculo pubococcígeo está diretamente envolvido com o orgasmo, sendo responsável pela expulsão do sêmen. Fazendo exercícios para manter o controle sobre esse músculo, é possível controlar o momento do orgasmo. O exercício consiste apenas em contrair e relaxar o músculo repetidas vezes. O músculo está localizado entre os testículos e o ânus.

A combinação dos exercícios anteriores ajuda a controlar o momento do orgasmo. Para o homem que tem ejaculação precoce, fazendo os exercícios de forma constante, os efeitos se manifestam em poucos dias, melhorando a performance sexual.

Como tratar a ejaculação precoce?

Os profissionais médicos mais capacitados para diagnosticar a ejaculação precoce, dependendo de suas causas, são o urologista e o psicólogo. No entanto, a consulta médica só deve ser procurada quando houver recorrência no problema, ou seja, quando o homem apresenta ejaculação prematura com maior frequência.

Quando o orgasmo acontece precocemente apenas uma ou outra vez durante as relações sexuais, a situação deve ser considerada completamente normal, podendo ter como causa um estresse momentâneo ou qualquer preocupação decorrente das atividades do dia a dia.

Como já nos referimos anteriormente, o orgasmo geralmente acontece, em média, 5 minutos depois da penetração. Para que seja considerado como ejaculação precoce, o orgasmo deve acontecer até, no máximo, 2 minutos depois da penetração.

O diagnóstico médico sobre as causas da ejaculação precoce é feito depois de uma conversa aprofundada sobre o assunto, quando o médico poderá direcionar o paciente para alguns exames específicos, principalmente quando ele já apresenta qualquer problema de saúde, como diabetes ou hipertensão.

Além disso, é necessário lembrar que a ejaculação precoce é um problema bastante comum entre os homens, não havendo, portanto, qualquer necessidade de sentir medo ou vergonha de falar sobre o assunto. O homem deve se lembrar que o médico está sempre pronto a atender e buscar soluções para o seu problema.

Remédios de prescrição para a ejaculação precoce

Existem alguns medicamentos desenvolvidos pela indústria farmacêutica para, de alguma forma, atender a necessidade de evitar a ejaculação precoce. O único medicamento de prescrição, no entanto, é o Priligy (Dapoxetina).

O Priligy, que apresenta como princípio ativo a Dapoxetina, é um medicamento de prescrição desenvolvido para ajudar o homem a aumentar a duração da relação sexual.

O medicamento é um inibidor seletivo da recaptação da serotonina, ou ISRS. O tratamento com Priligy reduz a reabsorção de serotonina, melhorando a comunicação entre as células e possibilitando ao homem manter maior controle sobre a ejaculação.

Veja o infográfico ilustrativo da função dos inibidores da recaptação da serotonina no cérebro:

Dapoxetina inibe ejaculação precoce

Os estudos clínicos e laboratoriais realizados com o princípio ativo demonstraram que o Priligy prolonga o tempo da relação sexual, levando-a pelo menos ao dobro do que o homem costuma manter, oferecendo, ao mesmo tempo, mínimos riscos de efeitos colaterais, sendo os mais comuns a dor de cabeça e náusea, que não chegam a atingir 10% dos pacientes.

Medicamento Embalagem Características

Priligy

Priligy
  • Aumenta a performance sexual em 200-300%
  • Efeitos duram até 4 horas
  • Tenha uma nova percepção sobre sexo e sexualidade

Mais sobre Priligy

Medicamentos de venda livre

Alguns tipos de creme ou gel estão disponíveis para amenizar o problema de ejaculação precoce. Esses medicamentos foram desenvolvidos para adormecer ligeiramente o pênis, permitindo que o homem possa manter relações sexuais por um tempo mais prolongado. Contudo, com o uso desses medicamentos, o prazer proporcionado pelo sexo se torna menor.

Se houver a intenção de reduzir a sensibilidade peniana durante as relações, um dos métodos que podem ser aplicados é o uso de preservativo.

Terapia

Se a principal causa da ejaculação precoce for a ansiedade, o portador deve procurar um terapeuta sexual para resolver o problema. A terapia, em determinados casos, pode ser acompanhada de medicamentos de prescrição.

Cirurgia

Como último recurso e na impossibilidade de aplicar qualquer outro método que seja realmente eficiente para eliminar o problema da ejaculação precoce, o médico pode sugerir uma cirurgia, reduzindo os estímulos sensoriais do pênis.

No entanto, este é um processo bastante invasivo, podendo apresentar diversos riscos, sendo aconselhado apenas em casos de maior gravidade.

Remédios caseiros para ejaculação precoce

Como a ereção acontece, basicamente, em razão do direcionamento do sangue para o pênis, preenchendo seus corpos cavernosos e dando o suporte necessário para mantê-lo ereto, acredita-se que alguns alimentos que estimulam a circulação possam ajudar a resolver o problema da ejaculação precoce. Contudo, como se trata de um problema multifatorial, os remédios caseiros não são totalmente garantidos:

Alho

O alho oferece diversas propriedades interessantes para a saúde, inclusive a saúde sexual. O alho apresenta ação anti-inflamatória, antibacteriana, anticoagulante e, de acordo com a tradução, possui ainda propriedades afrodisíacas. Sua ação anticoagulante ajuda a melhorar a circulação sanguínea, o que pode se refletir diretamente na ereção e, consequentemente, no tempo de ejaculação.

Bebida composta de açafrão, gengibre e leite

Para essa bebida, o leite serve como base, enquanto que as duas especiarias apresentam funções que justificam serem apontadas como medicamentos caseiros para tratamento de ejaculação precoce.

O açafrão é conhecido como estimulante sexual nos países do Oriente, oferecendo um efeito vasodilatador, além de, supostamente, promover aumento da sensibilidade da região genital.

O gengibre, por sua vez, também favorece a circulação sanguínea, ajudando ainda a melhorar a qualidade da ereção.

Banhos de assento com alecrim

Para quem apresenta o problema de ejaculação precoce, o relaxamento é fundamental. Muitos acreditam que os banhos de assento com alecrim podem ser um excelente tratamento caseiro para a condição.

O alecrim é conhecido como revigorante e os banhos de assento com alecrim fresco ajudam a sedar os órgãos genitais, gerando relaxamento físico e mental.

Ao fazer a opção por remédios caseiros, é preciso ter cuidado, uma vez que eles podem até piorar a condição da ejaculação precoce. Os médicos avisam que a ejaculação precoce é um problema multifatorial e, geralmente, o que acontece é uma soma de fatores orgânicos ligados aos núcleos cerebrais que controlam a ejaculação e fatores psicológicos relacionados à ansiedade.

Um dos maiores problemas em confiar apenas em tratamentos caseiros é que o fator emocional está muito envolvido, o que pode prejudicar nos resultados.

Tratamentos caseiros não possuem qualquer comprovação de sua eficácia, podendo levar à piora do quadro do paciente, levando o homem a uma frustração ainda maior. Portanto, a melhor forma de eliminar a condição é procurando um médico para determinar as causas e promover o tratamento mais adequado.

Como comprar remédio para ejaculação precoce online?

O Priligy é um remédio indicado para a ejaculação precoce que somente deve ser prescrito por um médico, após uma avaliação cuidada do estado de saúde do paciente.

Na 121doc, você pode comprar o Priligy, remédio para retardar a ejaculção precoce, de forma cômoda e discreta pois a nossa equipe médica vai avaliar o questionário médico que solicitamos que preencha durante o processo de compra para verificar a sua aptidão ao tratamento. Após a aprovação do questionário, um dos nossos médicos registrados emitirá uma receita médica para que a nossa farmácia realize a entrega do Priligy de forma expressa e privada, podendo ser tão rápida quanto 4-6 dias úteis via UPS Brasil.

Preço do Priligy, remédio para ejaculação precoce

Na 121doc, o preço do Priligy inclui todo nosso serviço de excelência, desde o medicamento original, a avaliação e receita médica, entrega expressa em todo Brasil e um atendimento personalizado antes, durante e após a compra! Consulte os preços na página do Priligy.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expressa grátis