Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 09h às 18h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Candidíase Vaginal

Causas e Tratamento da Candidíase nas Mulheres

A candidíase vaginal é uma infecção fúngica muito comum nas mulheres, sendo causada pelo fungo candida albicans. Este fungo está normalmente presente na flora vaginal das mulheres e apenas leva à candidíase vaginal quando ocorre um desequilíbrio desta flora vaginal. A candidíase não é considerada uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser transmitida durante as relações sexuais.

As opções de tratamento incluem medicamentos antifúngicos por via oral, óvulos vaginais e cremes de aplicação externa ou interna.

A candidíase vaginal leva geralmente a um corrimento anormal, branco, que pode ser mais líquido ou mais sólido, inodoro e por vezes muito abundante, com textura de queijo.

Você sabia que...

Nós já tratamos mais de

1115253 pacientes

desde 2004?

Orgulhamo-nos muito dos comentários deixados por eles...

Já realizou uma compra conosco antes?

Faça o login para realizar um novo pedido

Tratamentos Disponíveis

Gyno-Pevaryl

3 / 5
  • Apenas 3 dias de tratamento
  • Prático de usar
  • Poucos efeitos secundários associados
Mais Informação
  • Entrega grátis em 24 horas
  • Prescrição online - Não é necessário passar por uma consulta presencial
  • Reduz rapidamente o ardor e o prurido
  • Aplicação fácil com os aplicadores descartáveis
  • Consulta online e entrega incluídos no preço
Mais Informação
  • Entrega grátis em 24 horas
  • Prescrição online - Não é necessário passar por uma consulta presencial

Sintomas da candidíase vaginal

Os sintomas externos da candidíase vaginal podem traduzir-se em manchas avermelhadas, que se podem estender ao interior das coxas, nádegas e parte inferior das costas. Contudo, o principal sintoma da candidíase vaginal é uma forte comichão que afecta a zona da vulva.

Em algumas mulheres a candidíase vaginal pode causar dor e desconforto durante as relações sexuais e ao urinar.

Tratamento tópico da candidíase vaginal

Óvulos Vaginais

Os óvulos vaginais utilizados no tratamento da candidíase vaginal têm geralmente como base o econazol, como no caso dos óvulos Gyno-Pevaryl.

Os medicamentos por via vaginal, levam normalmente a menos efeitos secundários que os medicamentos antifúngicos por via oral, porém podem ser difíceis de inserir e levar a irritação local. Os óvulos também podem ser aplicados por mulheres grávidas, devendo porém ser usados sem o aplicador.

Cremes Antifúngicos

Os cremes antifúngicos de uso tópico podem ser usados para substituir os óvulos vaginais. O antifúngico mais frequentemente utilizado é o miconazol, presente no Daktarin creme vaginal.

Existem cremes que podem ser usados juntamente com os óvulos vaginais, quando a irritação e vermelhidão estão localizadas em torno da vulva ou da vagina. No caso da presença de prurido grave na vulva, é importante aplicar um creme na zona externa da vagina durante alguns dias.

Os tratamentos tópicos da candidíase vaginal são geralmente bem tolerados. Porém, as mulheres grávidas devem ter precauções especiais e serem avaliadas pelo seu médico antes de serem submetidas ao tratamento. Tenha em conta que alguns tratamentos para a candidíase vaginal podem danificar os preservativos e os diafragmas em látex.

Tratamentos orais para a candidíase vaginal

Para o tratamento da candidíase vaginal está disponível o Diflucan 150, cujo princípio activo é o fluconazol, disponível para toma numa dose única.

Os efeitos secundários associados ao Diflucan 150 são raros, porém recomenda-se que consulte sempre o folheto informativo do medicamento antes da sua toma. Os medicamentos orais para o tratamento da candidíase vaginal não estão indicados para mulheres grávidas ou a amamentar.

Se existir comichão na parte externa da vagina, recomenda-se a aplicação de um creme antifúngico na área afectada. Apesar de a eficácia dos medicamentos tópicos e dos medicamentos de administração oral ser muito semelhante, algumas pacientes preferem os medicamentos por via oral pela sua forma de administração mais cómoda.

Como prevenir a candidíase vaginal?

Devem evitar-se a roupa justa e as calças apertadas. Não se recomenda o uso de roupas com fibras sintéticas, nomeadamente com microfibra.

Assim que aparecerem os primeiros sintomas de candidíase vaginal, é importante não usar desodorizantes ou perfumes na zona genital. Evite sabonetes ou géis de banho fortes, para evitar a irritação.

Deve seguir uma dieta com baixo teor em açúcar e rica em frutas e legumes, iogurtes e derivados lácticos de forma a prevenir a recidiva.

Nas mulheres com maior predisposição a recidivas, deve ser recomendado um antifúngico como medida preventiva de modo a evitar uma nova infecção, quando realizam tratamento com antibióticos de largo espectro.

Outros tipos de candidíase

A candida albicans é o microrganismo responsável pela maioria das infecções fúngicas em seres humanos. O fungo candida está muitas vezes presente na flora microbiana residente no nosso corpo, mas alguns factores podem desencadear a proliferação de colónias, o que pode causar infecções.

Quando ocorre uma infecção é necessário o tratamento, que na maioria dos casos se faz pela administração de medicamentos antifúngicos. Os sintomas da candidíase variam de acordo com a área afectada. Apesar de as infecções por candida afectarem frequentemente o sistema reprodutivo de homens e mulheres, a candidíase também pode afectar as unhas, a boca ou a pele.

Causas da Candidíase

A candida é um fungo que está presente no corpo humano e que participa na digestão dos açúcares. Sempre que se consome muito açúcar ou dietas ricas em hidratos de carbono, as colónias de candida tendem a proliferar. No entanto, a eficácia do nosso sistema imunológico é quase sempre suficiente para controlar a disseminação de candida e conduzi-la a um estado latente.

Sempre que há o enfraquecimento do nosso sistema imunitário, a candida pode sair do seu estado latente e dar origem a uma infecção oportunista, a candidíase. Este enfraquecimento do sistema imunitário pode ocorrer após a terapia com antibióticos, especialmente se esta for feita durante longos períodos de tempo ou com antibióticos de largo espectro.

Nas mulheres particularmente sensíveis, o uso de pílulas contraceptivas com estrogénio e progesterona, é por vezes o suficiente para causar uma alteração da flora bacteriana vaginal o que leva ao aparecimento da candidíase.

Outras causas de candidíase podem ser atribuídas ao uso de medicamentos corticoesteróides de inalação, a quimioterapia, alcoolismo, ao tabaco, ao stress, à poluição, ao uso de medicamentos imunosupressores após transplante, ao abuso de drogas por via endovenosa, ao VIH/SIDA, a doenças autoimunes (lúpus, artrite reumatóide, síndrome de Sjögren e outras), a distúrbios endócrinos (hipotiroidismo, hiperglicémia, deficiências vitamínicas, gravidez e contraceptivos (anel vaginal, diafragma, DIU).

A candidíase também pode ser causada por trauma, queimaduras, utilização de cateteres e qualquer tipo de acção que possa perturbar a flora normalmente presente nas membranas mucosas, como a candida albicans.

Sintomas de Candidíase

As infecções causadas pelo fungo candida podem afectar diferentes partes do nosso corpo e por isso dar origem a sintomas diferentes. As infecções mais comuns de candidíase afectam as seguintes áreas:

  • Balanite ou balanopostite

    Pénis: a infecção por candida no pénis tem o nome de balanite quando afecta o prepúcio e balanopostite quando afecta a glande. Os sintomas consistem em eritema, prurido, bolhas e por vezes na formação de exsudado esbranquiçado.

  • Onicomicose

    A candida pode causar infecções nas unhas, inicialmente causando dor, inchaço, vermelhidão e formação de pus na área em redor da unhas. Após a infecção se disseminar, a superfície da unha fica amarelada e irregular.

  • Fungos na Pele

    A candidíase raramente afecta a pele, podendo causar vermelhidão semelhante ao eritema, sendo esta limitada no exterior por uma placa mais clara. As lesões causadas pela candidíase podem dar origem a comichão.

Tratamento

Existe uma grande variedade de tratamentos para a candidíase, variando estes de acordo com o local onde a infecção se encontra. Na clínica 121doc, tem as seguintes opções de tratamento:

Balanite ou Balanopostite

Onicomicose

Fungos na pele

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h