Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 08:30h às 17:30h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas
Fabricante: Pfizer

Viagra

Comprar Viagra 25mg-100mg - prescrição online incluída

  • Viagra Sildenafil 100mg
  • Caixa de Viagra 100mg
  • Comprimidos de Viagra original
  • Viagra 100mg da Pfizer
  • Caixa de Viagra da Pfizer
  • Comprimidos de Viagra da Pfizer
  4.5 / 5
291 opiniões de pacientes no
Nosso serviço é licenciado:
McAfee SECURE sites help keep you safe from identity theft, credit card fraud, spyware, spam, viruses and online scams

O Viagra já ajudou mais de 20 milhões de homens em todo o mundo a melhorar a qualidade das suas erecções, permitindo uma vida sexual mais satisfatória.

Para avaliação do seu estado de saúde, terá de responder a um questionário, que será posteriormente avaliado pelos nossos médicos, para que estes possam garantir a adequação ao tratamento e a sua prescrição. No caso de estar indicado, o Viagra será enviado pela nossa farmácia numa embalagem discreta.

Dose
Tamanho da embalagem

Quantidades
  • Preço incluiTodo o serviço
  • Entrega em 24 horasEmbalagem discreta
  • PrescriçãoConsulta online
Compre antes das 16h para receber até amanhã

O que é Viagra?

Durante muitos anos, o tratamento contra impotência sexual estava restrito a injeções penianas, mecanismos que criavam vácuos ou próteses implantadas através de cirurgias. No entanto, desde o final da década de 1990, os laboratórios apresentaram uma opção mais simples e cômoda para a disfunção erétil: as drogas inibidoras da fosfodiesterase tipo 5, ou PDE5. A principal dessas drogas é o Viagra.

composição quimica do sildenafil

O Viagra foi criado pelo laboratório Pfizer para tratamento de impotência sexual masculina e trouxe uma verdadeira revolução nesse tipo de tratamento. O seu princípio ativo, sildenafila, consegue isolar uma enzima presente no pénis e auxilia no processo de relaxamento das artérias do pénis, gerando maior fluxo de sangue no local e possibilitando uma ereção completa.

A maior vantagem do Viagra é que ele só provoca a ereção quando a pessoa se sente estimulada sexualmente, ao contrário de outros tratamentos, que provocavam ereção imediata e incontrolável.

Principais Informações:

Os efeitos do Viagra começam 30 minutos após a sua toma e duram cerca de 4-5 horas, sempre mediante estimulação sexual, permitindo erecções satisfatórias e de um modo natural durante este período de tempo.

O Viagra tem um efeito positivo no período refractário, isto é, no período de tempo necessário para que o homem obtenha uma nova erecção na sequência de uma primeira ejaculação.

Um estudo realizado em 2001, para avaliar os efeitos do Viagra quando utilizado por homens que sofrem de disfunção eréctil, demonstrou que o princípio activo do Viagra, o Sildenafil, reduziu em mais de 50% dos casos o período refractário, para além de melhorar o desempenho sexual em termos de sensibilidade nos órgãos genitais e o tempo de erecção, nos casos analisados.

Como funciona o Viagra?

O Viagra da Pfizer apresenta-se em comprimidos azuis em forma de losango e tem como princípio activo o sildenafil, que relaxa os músculos do seu corpo e aumenta o fluxo sanguíneo para o pénis. Desta forma, permite uma erecção forte e de longa duração desde que o homem seja sexualmente estimulado.

Apesar de os efeitos do Viagra no homem durarem até 4-5 horas, a erecção irá permanecer apenas por algum tempo, até que atinja o clímax. Após o clímax o pénis retoma à sua flacidez normal, sendo possível conseguir erecções novamente durante o intervalo de efeito do Viagra.

mecanismo dos fosfodiesterase tipo 5

Viagra funciona em todos os casos?

Não, o Viagra é um medicamento altamente eficaz, mas claro existe alguns casos nos quais o medicamento pode não funcionar.

Uma razão comum para falhas em terapias orais de maneira geral é a ausência de estimulação sexual antes de tentar a relação sexual. Estes medicamentos facilitam uma ereção aumentando o fluxo de sangue para o pénis, mas eles não agem como um afrodisíaco ou como um iniciador da ereção. Um homem que não está "de bom humor" ou não tem estimulação física adequada não responderá com uma ereção.

Ainda outra razão para as drogas não funcionarem como previsto é o consumo de uma refeição rica em gordura antes ou junto com a toma da droga. A gordura em tal refeição pode diminuir a absorção do medicamento a partir do tracto gastrointestinal.

Também é possível que a ansiedade sobre as relações sexuais depois de um período prolongado de abstinência, o medo de efeitos colaterais ou problemas psicológicos não adotados, como culpa ou preocupações religiosas sobre o envolvimento na intimidade sexual, interfiram na capacidade de obter e manter uma ereção.

Em muitos destes casos, uma discussão entre o médico, o homem com disfunção eréctil e, possivelmente, seu parceiro (a) pode ajudar a resolver as questões que levam ao fracasso do tratamento. Para os homens que tomaram o Viagra e sofreram efeitos secundários graves, não podem tomar o medicamento por outras razões (tais como tomar medicamentos que não podem ser combinados), ou não obtiverem resposta, apesar da do uso correto do medicamento, existem outras opções de tratamentos para impotência que podem ajudar a maioria dos homens a permanecerem sexualmente ativos.

Eficácia e segurança do Viagra baseada em estudos clínicos e laboratoriais

Onze ensaios controlados randomizados preencheram os critérios de inclusão (2123 homens receberam Sildenafil e 1131 placebo). NNT (Número necessário para tratar) ou NND (Número necessário para danificar) foram calculados para resultados importantes de eficácia, desfecho adverso e descontinuação.

A otimização da dose levou a que pelo menos 60% das tentativas de relação sexual tivessem sucesso em 49% dos homens, em comparação com 11% com placebo. Os efeitos adversos relacionados com o tratamento ocorreram em 30% dos homens com Sildenafil optimizado com dose comparado com 11% no placebo.

Todas as descontinuações de causa foram menos frequentes com Sildenafil (10%) do que com placebo (20%). A otimização da dose de Sildenafil deu eficácia equivalente às doses fixas mais elevadas e eventos adversos equivalentes às doses fixas mais baixas.

Eficácia do Viagra

Em 6 dos 11 testes, os pacientes mantiveram um registo de eventos de atividade sexual. Os pacientes foram estratificados em subgrupos em termos de idade, raça, índice de massa corpórea (IMC), duração da Disfunção Erétil, etiologia da Disfunção Erétil, tabagismo e condições com utilização de medicamentos concomitantes. Todos os subgrupos estavam bem equilibrados entre placebo e Sildenafil.

Após 12 semanas de tratamento, 46,5% a 87% dos pacientes nos subgrupos que receberam Sildenafil indicaram que o tratamento melhorou suas ereções comparado com 11,3% a 41,3% dos pacientes em subgrupos que receberam placebo. Nos 6 ensaios em que foram coletados dados de eventos sexuais, foram relatados percentuais significativamente maiores de tentativas bem-sucedidas de intercurso, por subgrupos de pacientes que receberam Sildenafil (52,6% a 80,1%) em comparação com subgrupos de pacientes que receberam placebo (14,0% a 34,5%). Todas as diferenças foram estatisticamente significativas.

Segurança do Viagra

O ingrediente ativo, Sildenafil está no mercado há mais de 15 anos (1998). Os eventos adversos relacionados com o tratamento mais comumente relatados são cefaléia, rubor facial, dispepsia, tontura, congestão nasal, visão anormal e palpitações. Outros eventos adversos raramente relatados incluem dor nas costas, síndrome gripal, erupção cutânea, vômitos, diarréia, arritmia cardíaca e reações de hipersensibilidade.

Os eventos adversos são relacionados à dose, de natureza branda, auto-limitada pelo uso contínuo. A taxa de abandono devido a eventos adversos é semelhante ao placebo (2% para o Sildenafil versus 2,3% para o placebo). As séries de casos pós-comercialização relataram maior incidência de eventos adversos, especialmente para cefaléia (9% -39%), rubor (7% -33%) e visão anormal (5% -11%).

Como tomar o Viagra?

O Viagra é comercializado em comprimidos de 25, 50 ou 100 mg, devendo ser indicado pelo médico, que vai estabelecer a dosagem correta. O comprimido deve ser tomado, preferencialmente, com estômago vazio, com pelo menos 2 horas após a última refeição, e pelo menos uma hora antes da relação sexual. O intervalo entre uma dose e outra deve ser de pelo menos 24 horas.

A ação do Viagra tem início pelo menos 30 minutos depois de ser ingerido, podendo durar até 4 horas, embora isso não signifique que o paciente terá ereção durante todo esse tempo. O sildenafil, princípio ativo do Viagra atua apenas como facilitador da ereção, aumentando o tempo de existência do óxido nítrico já produzido, não influenciando diretamente em sua produção. Não havendo estímulo sexual, não haverá estímulo para liberação do óxido nítrico e, consequentemente, não haverá ereção, da mesma forma como acontece normalmente com qualquer homem.

como tomar o viagra

Antes de seguir o tratamento, consulte a bula do Viagra presente na caixa do medicamento ou descarregue o folheto informativo em português disponível nesta página.

Quem pode tomar Viagra?

O Viagra está indicado a pacientes diagnosticados com disfunção eréctil ou impotência e que por isso tenham dificuldades em conseguir ou manter uma erecção suficiente para penetração.

Existem contraindicações a este tratamento, como por exemplo alergia ou hipersensibilidade ao Sildenafil, o princípio activo do Viagra, ou a qualquer outra das suas substâncias. Também não está aconselhado a homens com problemas cardíacos graves como a angina instável ou a insuficiência cardíaca grave. Os pacientes com perda de visão de um dos olhos por neuropatia óptica isquémica não arterítica, também não devem tomar Viagra.

Devido à falta de estudos sobre a segurança do medicamento nestes pacientes, o Viagra também não está aconselhado nos casos de insuficiência hepática grave, hipotensão arterial, com valores inferiores a 90/50mmHg, história recente de AVC ou enfarte do miocárdio (há menos de 6 meses) e retinite pigmentosa. Apesar de o Viagra poder ser recomendado a certos pacientes com hipertensão arterial, diabetes ou colesterol elevado, informe durante a consulta médica caso sofra destas ou de outras condições de saúde.

A administração de Viagra está contraindicada com alguns medicamentos, nomeadamente com nitratos, uma vez que o seu potencial hipotensor é aumentado.

Este e quaisquer outros tratamentos que o paciente esteja a tomar devem ser descritos na consulta médica, de forma a garantir a segurança do medicamento e a evitar efeitos secundários.

O Viagra é um tratamento exclusivo ao sexo masculino, pelo que não deve ser tomado por mulheres.

Quais são as doses do Viagra?

A maioria dos pacientes pode tomar Sildenafil, o princípio activo do Viagra, até uma vez por dia, sem qualquer contraindicação. Existem três doses diferentes disponíveis:

  • 25mg,
  • 50mg,
  • 100mg.

Recomenda-se começar pela dose intermédia para testar a adequação do paciente ao medicamento antes de passar para a dose mais elevada.

O seu médico pode assim recomendar que comece pela dose de 50mg e aumentá-la progressivamente no caso de não obter resultados satisfatórios ou reduzi-la no caso de experienciar efeitos secundários com este medicamento. Nalguns casos, pode estar recomendada como dose inicial a dose de 25mg, como por exemplo em pacientes com insuficiência hepática ou renal.

doses do viagra

A dose de Viagra 25mg pode ser prescrita a homens que comecem a sentir os primeiros sintomas de disfunção eréctil, como uma dificuldade esporádica em manter uma erecção firme e duradoura.

A dose de Viagra 50mg é a mais prescrita das três doses de Viagra disponíveis, estando recomendada para homens entre os 40 e os 60 anos que têm dificuldade em manter uma erecção e em muitas ocasiões conseguir uma erecção para o início da relação sexual.

A dose de Viagra 100mg é a dose prescrita nos casos mais severos de disfunção eréctil, nos quais o homem está impossibilitado de obter ou manter uma erecção suficiente para a penetração sempre que tem relações sexuais.

Qual é a dose mais indicada?

O médico pode indicar diferentes doses do medicamento dependendo de cada caso especificamente. No entanto, como explicado a dose de 50mg é a dosagem mais comum para Viagra. O seu médico pode recomendá-lo se estiver a tomar Viagra pela primeira vez. A maioria dos homens acham que esta dosagem é suficiente para tratar a sua disfunção eréctil e melhorar a sua experiência sexual.

O que deve-se fazer em caso de overdose?

Tomar uma dose elevada de Viagra pode levar a certos sintomas físicos que incluem:

  • Dor no peito
  • Náusea
  • Arritmia cardíaca
  • Sensação de tonturas ou desmaios

Se suspeitar que tenha tomado uma dose elevada de Viagra, seja de maneira acidental ou intencionalmente, procure atendimento médico imediatamente. Contacte o seu médico ou centro de envenenamento local para o tratamento adequado. Em caso de overdose grave, especialmente com perda de consciência, procure ajuda médica de emergência.

Se não for devidamente tratada, a overdose de Viagra pode levar a complicações com risco de vida. Certifique-se de conversar com seu médico para obter ajuda médica adequada, mesmo se a overdose não apresentar qualquer sintoma.

Quais são os efeitos secundários do Viagra?

Os efeitos secundários mais comuns descritos pelos pacientes que tomam Viagra são dores de cabeça, náuseas e rubor. Em alguns casos, os doentes podem sofrer de visão turva e de um aumento da sensibilidade à luz. Não é aconselhável ingerir elevadas quantidades de álcool antes de tomar o medicamento, uma vez que pode anular os seus efeitos e potenciar reações adversas.

Veja abaixo todos os efeitos de forma simplicada:

Efeitos colaterais comuns 
  • Dor de cabeça;
  • Vermelhidão facial;
  • Dores e incômodos no estômago;
  • Visão embaçada;
  • Visão com uma maior intensidade de cor;
  • Congestionamento nasal;
  • Dores na região das costas;
  • Dores e/ou incômodos musculares;
  • Enjoos e náuseas;
  • Aparecimento de erupções na pele.
Efeitos colaterais pouco comuns
  • Vermelhidão facial;
  • Indigestão;
  • Visão alterada;
  • Congestionamento nasal;
  • Sensação de enjoo.
Efeitos colaterais raros
  • Erupções na pele;
  • Incômodos na visão: dores, visão dupla, derrame ocular, irritação nos olhos;
  • Ritmo cardíaco irregular ou mais rápido que o normal;
  • Dores musculares;
  • Sonolência e/ou sensação de cansaço;
  • Vertigem;
  • Apitos nos ouvidos;
  • Boca seca;
  • Dor no peito.

 

A maior parte dos efeitos colaterais conhecidos do Viagra apresentam-se de modo ligeiro a moderado, sendo de curta duração. Quando o paciente sentir dores no peito durante ou após a relação sexual, é recomendado que permaneça sentado para que a respiração possa fluir. Caso algum sintoma se apresente em forma mais grave, o paciente deverá consultar imediatamente um médico.

Medicamentos como o Viagra podem causar reações alérgicas. Caso o paciente apresente inchaço nas pálpebras, na face, nos lábios ou garganta, ou tenha dificuldade em respirar ou apresente tonturas, é necessário consultar um médico, que poderá analisar a situação e verificar as condições do paciente.

O Viagra pode apresentar redução ou perda da visão e, em determinados pacientes, constatou-se o priapismo, uma ereção prolongada que provoca dores e tem duração de algumas horas. Nesse caso, o paciente também deve procurar um médico.

Os efeitos adversos ou colaterais são moderados e temporários, porém, no caso de desenvolver efeitos mais graves ou de estes efeitos se prolongarem, deve-se procurar ajuda médica imediatamente.

Contra-indicações, Advertências e Precauções

A introdução de Sildenafil tem sido uma contribuição valiosa para o tratamento da disfunção eréctil, que é uma ocorrência relativamente comum em pacientes com doença cardiovascular ou diabetes, por exemplo. Encontre aqui os devidos cuidados ao considerar o Viagra para tratar a disfunção erétil.

Principais interações medicamentosas:

Nitratos: Os nitratos são uma classe de medicamentos prescritos indicados para o tratamento de dor torácica ou angina em pessoas com doença cardíaca. Exemplos de nitratos incluem dinitrato de isossorbido, mononitrato de isossorbido e nitroglicerina. Estes medicamentos causam dilatação dos vasos sanguíneos semelhante ao Viagra. O uso concomitante de Viagra e nitratos pode causar uma queda insegura na pressão arterial. O uso de medicação para baixar a pressão arterial aumenta ainda mais esse risco. Os sintomas incluem tonturas, desmaios e até mesmo ataque cardíaco ou derrame em alguns casos. Por estas razões, é contra-indicado para as pessoas em nitratos tomar Viagra.

Macrolide Antibióticos: Os macrólidos são uma classe de antibióticos usados ​​para tratar uma variedade de infecções. Exemplos de antibióticos macrólidos são eritromicina, claritromicina e azitromicina. Os macrólidos inibem a enzima principal responsável por metabolizar Viagra, resultando em concentrações aumentadas de Viagra no sangue. É recomendado limitar a dose de Viagra a 25mg enquanto em um antibiótico macrólido, ou evitar tomar Viagra até que o curso de antibiótico é concluído. Na maioria dos casos, existem antibióticos alternativos que são igualmente eficazes e não interagem com Viagra. Sintomas de níveis excessivos de Viagra no sangue incluem uma ereção que dura mais de quatro horas, distúrbios visuais, dor no peito ou perda temporária de consciência.

Inibidores de Protease: Os inibidores da protease são antivirais utilizados para tratar o vírus da imunodeficiência humana ou HIV. Viagra é geralmente contraindicado para utilização em doentes a tomar inibidores da protease. A dose total de Viagra não pode exceder 25mg em um período de 48 horas, se Viagra é usado enquanto toma um inibidor de protease. Os inibidores da protease aumentam os níveis sanguíneos, o uso do Viagra neste caso pode potencialmente causar ereções que duram mais de quatro horas, distúrbios visuais, dor no peito ou perda temporária de consciência. Consulte o médico que prescreve o seu inibidor da protease antes de tomar Viagra.

Avisos e Precauções

Angina: Pacientes com angina não devem usar Viagra porque a atividade sexual pode precipitar angina.

Foram relatados casos raros de erecções prolongadas e priapismo após utilização de Viagra.

Alfa bloqueadores e anti-hipertensivos: Viagra potencia os efeitos anti-hipertensivos de alfa-bloqueadores e anti-hipertensivos.

Compromisso renal: A depuração é reduzida em doentes com insuficiência renal grave (depuração da creatinina <30 ml / min). Consulte a secção de dosagem na bula do medicamento.

Insuficiência hepática: A principal via de excreção é o metabolismo através das enzimas hepáticas CYP3A4 e CYP2C9. Consulte a secção de dosagem na bula do medicamento.

Inibidores da CYP3A4 (por exemplo, ritonavir, cetoconazol, itraconazol, saquinavir, eritromicina): Deve considerar-se limitação na dosagem (ver dosagem e administração na bula do medicamento).

Outros inibidores da PDE5: Viagra não deve ser combinado com outros inibidores da PDE5.

Hemorragia: A PDE5 é encontrada nas plaquetas. O uso de Viagra em pacientes com distúrbios hemorrágicos ou úlceras pépticas activas não foi avaliado.

Advertências:

Este medicamento pode causar tonturas e distúrbios visuais. Leve em consideração essas reações antes de dirigir ou operar máquinas.

Se sentir tonturas depois de tomar este medicamento, deve deitar-se até os sintomas passarem.

Se a sua ereção durar mais de quatro horas (priapismo), consulte um médico imediatamente. O tratamento desta condição não deve ser adiada por mais de seis horas, pois isso pode causar danos ao tecido erétil no pénis e disfunção erétil irreversível.

Se sentir uma diminuição súbita ou perda de visão, pare de tomar este medicamento e contacte o seu médico imediatamente.

Deve ser utilizado com cuidado por:

  • Pessoas idosas
  • Pacientes com diminuição da função renal
  • Pacientes com diminuição da função hepática
  • Pacientes com doença envolvendo o coração e os vasos sanguíneos (doença cardiovascular)
  • Pessoas com qualquer obstrução do fluxo de sangue para fora do coração, por exemplo, devido ao estreitamento da aorta (estenose aórtica)
  • Afecções hemorrágicas, por exemplo, hemofilia
  • Pessoas com úlcera péptica ativa
  • Condições como doença falciforme, cancro ósseo ou leucemia em que há um risco aumentado de erecções prolongadas (priapismo)
  • Homens com uma anormalidade física do pênis, como curvatura grave, cicatriz ou doença de Peyronie

Não deve ser usado por:

  • Mulheres
  • Crianças ou adolescentes com menos de 18 anos de idade
  • Condições em que a actividade sexual não é aconselhável, por exemplo, doenças cardíacas graves, tais como angina instável ou insuficiência cardíaca grave
  • Pessoas que tiveram recentemente um ataque cardíaco
  • Pessoas que tiveram recentemente um acidente vascular cerebral
  • Pessoas com pressão arterial baixa (hipotensão)
  • Função hepática severamente diminuída
  • Degeneração hereditária da parte posterior do globo ocular (retina), como retinite pigmentosa

Problemas raros hereditários de intolerância à galactose, deficiência de lactase de Lapp ou malabsorção de glucose-galactose (comprimidos de Viagra contém lactose).

Este medicamento não deve ser utilizado se for alérgico a qualquer dos seus ingredientes. Informe o seu médico ou farmacêutico se já teve tal alergia anteriormente.

Se sentir que sofreu uma reação alérgica, pare de usar este medicamento e informe imediatamente o seu médico ou farmacêutico.

FAQ: Perguntas frequentes

Posso comprar Viagra online?

É possível comprar o Viagra online se os médicos emitirem uma receita com base nas informações médicas individuais de cada paciente. É necessário informar questões importantes ao médico e, com base nisso, ele poderá determinar se o Viagra é adequado para cada caso e se o tratamento pode atingir a eficácia esperada.

Por que não é possível comprar Viagra sem receita médica?

O Viagra é um medicamento do grupo de inibidores do PDE-5 e drogas desse grupo estão sujeitas a receita médica na maior parte dos países da Europa e da América Latina. Assim, não é possível comprar o Viagra sem receita.

O ingrediente ativo Sildenafil pode apresentar efeitos colaterais potenciais e, embora seja uma droga bem tolerada, dependendo da situação física do paciente, poderá trazer problemas de saúde. Assim, é necessário que um médico analise a situação do paciente e faça a avaliação individual antes de emitir a receita.

A venda de Viagra sem receita médica é ilegal, requerendo a prescrição deste medicamento uma avaliação médica prévia das condições de saúde do paciente. Segundo a Agência Europeia de Medicamentos, a venda do Viagra continuará a requerer a prescrição de uma receita médica, uma vez que a venda livre deste medicamento poderia levar ao seu uso descontrolado com finalidades recreativas, o que não é de todo a finalidade deste medicamento, que se destina ao tratamento da disfunção eréctil. Por este motivo, sempre que comprar Viagra na farmácia local, terá de ter consigo uma receita médica válida prescrita pelo seu médico.

No caso de o paciente não possuir uma receita médica de Viagra com menção ao seu nome genérico Sildenafil para aviar o medicamento, deverá submeter-se a uma consulta médica pessoalmente ou online para que um médico possa avaliar a adequação ao tratamento e realizar a sua prescrição caso este esteja indicado.

A prescrição da receita online está aprovada pela legislação britânica e europeia, pelo que a consulta online com os nossos médicos especialistas é totalmente viável para a avaliação do seu estado de saúde.

É seguro comprar o Viagra online?

Sim, desde que o compre de uma farmácia online confiável e legalizada. O tratamento com o Viagra é eficaz, desde que ele seja autêntico, original. Portanto, desde o momento em que está passando informações sobre sua saúde, deve fazê-lo da forma mais honesta possível para que o médico possa avaliar se pode ou não fazer uso do Viagra.

Como o Viagra é entregue?

A entrega é realizada via UPS ou CTT para Portugal e Correios Internacionais para o Brasil. O Viagra pode ser enviado para qualquer endereço que for informado na hora da compra e o receberá em uma embalagem discreta, sem qualquer menção ao conteúdo, garantindo assim sua privacidade.

Qual é o prazo de entrega?

O tempo estimado de entrega para Portugal é de 24h úteis através da UPS ou de 3-5 dias úteis via CTT. O tempo exato será sempre informado via e-mail após conclusão da compra.

Realizamos entregas para qualquer endereço de sua escolha, em toda a Europa. Também realizamos entrega para o Brasil. A entrega é feita via Correios sendo o tempo estimado de entrega do medicamento de 7 a 10 dias úteis.

Qual é o preço do Viagra?

O preço do Viagra original fabricado pela Pfizer varia de acordo com a dose e a quantidade de comprimidos prescrita pelo médico.

Alternativamente está disponível um tratamento a um preço mais económico, o genérico do Viagra, também conhecido pelo seu princípio activo Sildenafil, que permite aos homens obter os mesmos efeitos com uma opção menos dispensiosa e fabricada por outros laboratórios que não os da Pfizer.

Não haverão quaisquer encargos extra no decorrer do nosso processo de compra (tenha em conta que ao pagamento por contrarreembolso acresce uma taxa). Na tabela de preços do Viagra também se incluem a consulta médica online com um dos nossos médicos registados, a prescrição médica, o medicamento original e os gastos de envio para entregas na Europa, motivo pelo qual o preço do Viagra na farmácia pode ser diferente.

Como é feito o pagamento na compra do Viagra?

O pagamento da compra de medicamentos pode ser realizado através do cartão de crédito, de transferência bancária, multibanco ou até fazendo o pagamento na contra-reembolso (para clientes em Portugal) e com cartão de crédito internacional ou boleto bancário (para clientes no Brasil). O método de pagamento mais rápido é, certamente, o cartão de crédito, visto que o pagamento entre de forma estantanea. O pagamento via contra-reembolso apresenta uma sobretaxa de 19 euros.

Como sei que comprei o Viagra original?

A farmácia garante o fornecimento de Viagra original, fabricado pela empresa farmacêutica Pfizer. Você pode verificar essa originalidade no número de lote da embalagem do produto. Se não tiver certeza de haver comprado um medicamento original, poderá entrar em contato para esclarecimentos.

Os meus dados estão seguros na compra de Viagra online?

Seus dados estarão totalmente seguros dentro de um sistema criptografado, que mantém suas informações pessoais e informações médicas, além de detalhes do pagamento livre de qualquer invasão. Todos os dados são encriptados e transmitidos para a farmácia e sob nenhuma circunstância são divulgados sem o seu consentimento prévio.


Fontes:

  1. Pfizer Inc. (2016): Viagra (sildenafil citrate) - Safety information Pfizer.com
  2. European Medicines Agency (2016): Viagra sildenafil, ema.eu
  3. electronic Medicines Compendium (eMC) (2015): Viagra 25mg, 50mg, 100mg, electronic Medicines Compendium
  4. Carson, CC et al. (2002): The efficacy of sildenafil citrate (Viagra) in clinical populations: an update, in: Urology. 2002 SEP and 60 (2 Suppl 2): 12-27, ncbi.nlm.nih.gov
  5. Curr Med Res Opin. (2006): Cervical Resistance, Cervical Resistance, Cervical Resistance, 2006 November; 22 (11): 2111-20, ncbi.nlm.nih.gov
  6. Fink, HA et al. (2002): sildenafil for male erectile dysfunction: a systematic review and meta-analysis, in: Arch Intern Med 2002 Jun 24; 162 (12):. 1349-60, ncbi.nlm.nih.gov
  7. McMahon, CG. Et al. (2005): Efficacy of sildenafil citrate (Viagra) in men with premature ejaculation, in: Journal of Sexual Medicine 2005 May; 2 (3): 368-75, ncbi.nlm.nih.gov
  8.  McKinlay JB (2006): The worldwide prevalence and epidemiology of erectile dysfunction. Int J Impot Res; 12 Suppl 4:S6-11.
  9. Levy J. (2002): Impotence and its medical and psychosocial correlates: results of the Massachusetts Male Aging Study. Br J Diabetes Vasc Dis; 2:278.
  10. Moreira ED Jr (2003): Lobo CF, Diament A, et al. Incidence of erectile dysfunction in men 40 to 69 years old: results from a population - based cohort study in Brazil. 61:431-6.
  11. Wespes E, Amar E, Hatzichristou D (2006): EAU Guidelines on erectile dysfunction: an update. Eur Urol 2006; 49:806-815.

 

Atualizado em 19 de Dezembro de 2016

Dados do Medicamento

Nome: Viagra
Princípio ativo: Sildenafil
Fabricante: Pfizer
Administração: Oral
Apresentação: Comprimidos
Dose: 25 mg, 50 mg, 100 mg
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Aplicação: Homens com mais de 18 com disfunção erétil
Posologia: 1 comprimido, 30 a 60 minutos antes da relação sexual.
Descrição: O Viagra relaxa os músculos e permite a entrada de mais sangue no pénis, levando a ereções suficientes para penetração durante 4-5 horas
Classe: Inibidor da PDE-5
Com álcool: Pode aumentar os efeitos do álcool
Durante a amamentação: Não relevante
Durante a gravidez: Não relevante
Baixar
Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h
Alternativas ao Viagra
  • Excelente
    4.7 / 5

    5.034 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

  • Excelente   4.5 / 5

    291 pacientes deram a sua opinião sobre Viagra

  • Nossos pacientes adoram o nosso serviço
    • Atendimento ao paciente acessível para todos

      Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 08:30h-17:30h
    • Todos os serviços estão incluídos no preço

      Consulta médica online, prescrição e entrega
    • Entrega em 24 horas

      Garantida para todos os pedidos feitos até às 16h

Comentários atuais sobre o tratamento Viagra

Avaliado com 4.5/5 baseado em 291 opiniões independentes no Feefo (Veja todos os comentários sobre a 121doc).

  • Excelente

    Avaliar o ProdutoPois ate agora esta bom acho que poço estar maus tranquilo obrigado.

    Avaliar o ServiçoFoi excelente o tratamento obrigado.

  • Excelente

    Avaliar o ProdutoDiga-nos o que pensa neste espaço

    Avaliar o ServiçoRápido e eficiente.

  • Excelente

    Avaliar o Produtotem efeitos esporádicos satisfeito

    Avaliar o ServiçoFoi rápida a entrega satisfeito com o serviço.

  • Excelente

    Avaliar o ProdutoDiga-nos o que pensa neste espaço

    Avaliar o ServiçoServiço rápido e discreto!