• Serviço privado e confidencial embalagem e pagamento discretos.
  • Medicamentos Originais como na sua farmácia local
  • Tudo incluído no preço consulta, entrega & receita médica
  • Entrega em 24 horas para pedidos feitos até às 16h30

Dosagem e Administração do Priligy

Priligy é um medicamento para homens com ejaculação precoce ao longo da vida ou adquirida prematura (PE). Tomado antes de um episódio sexual, o medicamento regula a quantidade de serotonina e, portanto, produz um efeito terapêutico curto sobre a capacidade de controlar a duração do ato sexual.

Como o Priligy pertence à classe de medicamentos chamados inibidores seletivos da serotonina, ele deve ser tomado apenas sob supervisão de um profissional de saúde qualificado. Dapoxetina, o produto químico adicionado aos comprimidos de Priligy, é um antidepressivo e deve ser prescrito, tomado e tratado como tal.

Veja nessa página como utilizar o Priligy, em que casos tomar o medicamento, as dosagens existentes e o que o médico considera ao prescreve-las.

Doses do Priligy

O Priligy é um medicamento de uso oral, aprovado e indicado para o tratamento do problema da ejaculação precoce. Ele é feito à base de dapoxetina, droga utilizada para tratamento da ansiedade e distúrbios psicológicos, sendo considerado também um antidepressivo.

A sua atuação ajuda o organismo na captação da serotonina, substância conhecida como um dos hormônios da felicidade, e que é encontrada em baixo nível nos homens que têm ejaculação precoce. Seu uso pode ser feito em homens a partir dos 18 até os 64 anos de idade.

É um tratamento eficiente e isso foi comprovado em testes e estudos feitos em ensaios clínicos em dupla ocultação e controlados com placebos, usando mais de 6 mil homens, com idade entre 18 e 77 anos, de forma aleatória, mantendo atividade sexual por um período de seis meses.

O medicamento está disponível nas doses de 30 e 60 mg, sendo a dose inicial recomendada de 30 mg, entre 1 a 3 horas antes da prática do ato sexual.

Priligy (Dapoxetina) 30 mg Priligy (Dapoxetina) 60 mg
Priligy de 30mg
Priligy de 60mg
Normalmente recomendado como dose inicial e adaptação pode ser necessária. Normalmente recomendado na falta de efeito da dose menor.

Esse medicamento é encontrado em farmácias locais ou farmácias online. Deve ficar claro, no entanto, que antes de iniciar o tratamento deve ser realizada consulta médica. O especialista fará avaliações físicas e determinará se o uso da medicação se fará necessário para o caso.

Priligy de 30 mg

Essa é a dosagem mínima e a recomendada para quem for iniciar o uso desse medicamento. Os médicos irão prescrevê-la para os homens que, após as avaliações feitas, estão aptos a ingerir os comprimidos de dapoxetina e buscam resolver os problemas causados pela ejaculação precoce.

Os comprimidos de Priligy 30 mg têm como características a cor acinzentada clara, são redondos e convexos, possuindo aproximadamente 6,5 mm de diâmetro, além de ter o número "30" gravado dentro de um triângulo em um de seus lados para deixar especificado do que se trata. Sua dosagem significa a quantidade de dapoxetina contida no medicamento.

A pílula nessa dosagem contém cerca de 45 mg de lactose, e as substâncias contidas dentro do seu núcleo são: lactose mono-hidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, sílica coloidal anidra e estearato de magnésio. Já no revestimento do comprimido, temos: lactose mono-hidratada, hipromelose, dióxido de titânio (E171), triacetina, óxido de ferro negro (E172) e óxido de ferro amarelo (E172).

Priligy 60 mg

Existe também outra possibilidade: na falta de efeito da dose anterior, os médicos podem prescrever o uso do Priligy 60 mg. Porém, ela só é recomendada para os pacientes que não sofreram efeitos colaterais com a dosagem de 30 mg de Priligy. Essa é também a posologia máxima em que se deve ser consumido o remédio. Acima disso já pode ser considerada superdosagem e causar sérios problemas à saúde.

Os comprimidos apresentam como características a cor acinzentada, o formato redondo e convexo, tamanho de aproximadamente 8 mm de diâmetro e têm gravados o número "60" dentro de um triângulo em um dos lados, para indicar e deixar clara de maneira didática a sua dosagem (a quantidade de dapoxetina contida ali).

Possui 91,75 mg de lactose e dentro do núcleo do comprimido temos: lactose mono-hidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, sílica coloidal anidra e estearato de magnésio. Já no seu revestimento, encontramos as substâncias: lactose mono-hidratada, hipromelose, dióxido de titânio (E171), triacetina, óxido de ferro negro (E172) e óxido de ferro amarelo (E172).

Antes de tomar

É preciso ter alguns cuidados antes de fazer o uso do remédio. Ficar de olho nas contraindicações indicadas na bula é essencial para evitar futuros problemas. Confira uma lista com fatos que podem impedir a recomendação do uso do Priligy:

  • Se você já teve ou tem tendência a desmaios.
  • Se você já teve alguma doença cardíaca.
  • Se você já teve problemas de epilepsia.
  • Se você já apresentou problemas de saúde mental, como transtornos bipolares, depressão e manias.
  • Se você já teve ocorrência de convulsões.
  • Se você já teve problemas de aumento na pressão ocular (glaucoma).
  • Se alguma vez já apresentou reações alérgicas a algum medicamento.
  • Se você já teve ocorrência de problemas no fígado.
  • Se você já teve apresentação de hipersensibilidade ou alergias a algum dos componentes da fórmula.
  • Caso a sua parceira sexual esteja grávida ou amamentando, não utilize o medicamento antes de fazer sexo com ela. O Priligy pode ser absorvido pela pele e seu contato com a gestante pode causar sérios problemas na gravidez e afetar o bebê.

Na maioria dos casos citados na lista acima, conversar com o médico e deixá-lo informado a respeito das situações é um passo importante para evitar o uso indevido dessa medicação.

Como tomar o Priligy

Não há nenhum mistério em como fazer o uso desse medicamento, mas alguns pontos fundamentais precisam ser esclarecidos:

  1. O Priligy pode ser tomado até 30 minutos antes do ato sexual.
  2. No entanto, os médicos recomendam seu uso entre 1 a 3 horas antes de fazer sexo para que o medicamento tenha seu efeito seja potencializado e garanta o resultado desejado na ejaculação. Nesse espaço de tempo, o corpo já terá recebido o medicamento e as substâncias estarão agindo no organismo.
  3. Quando iniciar o tratamento e for tomar o remédio pela primeira vez, antes de ingerir, leia a bula e conheça mais sobre o que você está fazendo uso. Ali você terá informações importantes sobre a dosagem, as contraindicações, os possíveis efeitos colaterais e muito mais.
  4. Uma dica valiosa é não deixar de beber um copo cheio de água para poder tomar o comprimido. Isso é importante para afastar o seu gosto amargo. Pela mesma razão, evite mastigar o comprimido. Também não há nada que lhe impeça de ingeri-lo com alimentos.
  5. Após a ingestão, basta relaxar e aguardar para ter uma boa relação sexual. O remédio costuma aumentar em até três vezes o tempo para se chegar à ejaculação.
como tomar o priligy

Aproveitando o efeito ao máximo

Para aproveitar o tratamento da melhor forma, não basta apenas tomar o medicamento e achar que vai ficar tudo bem. É necessário estar sempre em parceria com o médico responsável pela prescrição do Priligy, para que ele possa dar dicas, aumentar ou diminuir a dosagem, dizer quando se deve interromper o uso, verificar a ocorrência de efeitos colaterais, entre outras situações.

Tenha também alguns cuidados a respeito de atitudes que você pode evitar para que a medicação atue melhor e contribua para te dar melhores resultados.

Separamos algumas dicas importantes que podem te ajudar a aproveitar ao máximo o efeito do remédio:

  • Mantenha consultas de acompanhamento médico para que seja verificado o progresso.
  • Evite consumo de bebidas alcóolicas, já que elas terão seus efeitos sedativos aumentados, podendo levar à ocorrência de desmaios.
  • Quando tomar as pílulas de dapoxetina, não utilize drogas recreativas.
  • Quem dirige precisa ter cuidado, pois o medicamento pode levar a tonturas e fraquezas, o que é muito ruim para conduzir um automóvel.
  • Cuidado também ao usar outros medicamentos. Verifique se eles podem ser consumidos com o Priligy.
  • Nunca deve ser interrompido o tratamento sem orientação médica. Respeitar as doses e o tempo recomendado pelo profissional de saúde é algo essencial para quem quer aproveitar ao máximo o seu uso.

Quantas vezes por dia posso tomar Priligy?

Fique atento à quantidade que deve ser utilizado o remédio por dia. Apesar de ter um efeito positivo e eficiente, o usuário não pode exagerar nem na dose, muito menos na quantidade diária de ingestão dos comprimidos.

As pílulas de dapoxetina devem ser tomadas no máximo uma vez a cada 24 horas. Nunca tome além do que lhe for prescrito pelos médicos. Extrapolar na quantidade pode levar ao surgimento dos efeitos colaterais já citados em maiores possibilidades.

É altamente aconselhável a quem faz o uso da medicação que não faça uma superdosagem do remédio. As doses recomendadas (30 mg ou 60 mg, a depender do que for previamente dito pelo médico) são ideais e garantem uma boa atuação no sexo e uma ejaculação no tempo certo.

Porém, se o usuário acabar por, na empolgação ou no descuido, tomar aquelas além das que lhe foi receitado, é preciso se dirigir ao centro de saúde mais próximo para ser avaliado, pois pode acontecer overdose da substância no organismo, ocorrência dos efeitos colaterais e até mesmo outros problemas de saúde.

Não se esqueça de levar com você a embalagem do medicamento e a sua bula, para ajudar os profissionais de saúde no trabalho deles.

Como armazenar o Priligy

Todo medicamento precisa de cuidados especiais na hora de ser armazenado e com o Priligy não é diferente. O mesmo deve sempre ser mantido fora da vista e do alcance de crianças para evitar que uma ingestão indevida ocorra. Menores de 18 anos não devem fazer uso das pílulas de dapoxetina pelo fato de elas terem cloridrato de dapoxetina, que é o principio ativo do Priligy.

Outra recomendação é deixar a caixa com os comprimidos guardada em local fresco e seco, longe do calor e da umidade. A temperatura deve ser ambiente, entre 20 e 25 ºC, além de evitar a incidência de luz direta sobre o remédio.

Fora essas dicas, válidas para a maioria das medicações existentes, não há mais nada a se indicar. O Priligy é um medicamento como qualquer outro, portanto, a atenção deve ser grande e os cuidados não podem ser esquecidos – tanto no uso quanto no armazenamento.

Seu prazo de validade é de três anos. Ainda também se deve ter atenção na hora de jogar fora o remédio: jamais faça a sua eliminação na canalização ou no lixo doméstico. Verifique as exigências locais a esse respeito para poder descarta-lo da maneira correta.

Efeitos colaterais de cada dose do Priligy

Assim como qualquer medicamento, o Priligy apresenta alguns efeitos colaterais. De modo geral, os efeitos secundários causados pelo uso dos comprimidos de dapoxetina são leves e não duram muito tempo, já que as substâncias são eliminadas rapidamente pelo organismo.

Mas ainda podem acontecer devido aos ajustes que o corpo precisa fazer ao lidar com a medicação. Alguns dos mais comuns estão listados na tabela abaixo, mas isso não significa que são frequentes ou certamente irão acontecer.

A tabela a seguir mostra a % de indivíduos que sofreram vários efeitos adversos da toma de dapoxetina:

Dose de 30mg Dose de 60mg Placebo
Náusea 11.0 22.2 2.2
Tontura leve 5.8 10.9 2.2
Diarreia 3.5 6.9 1.7
Dor de cabeça rápida 5.6 8.8 4.8
Cansaço e sonolência 3.1 4.7 0.5
Fatiga 2.0 4.1 1.2
Insônia 2.1 3.9 1.5
Nasofaringite 3.2 2.9 2.3

Outro fato que deve ser levado em consideração é que, por ser um medicamento também antidepressivo, o Priligy pode causar dependência, já que influencia na parte emocional e o organismo acaba por se acostumar com seu uso. Por isso, é preciso ter o acompanhamento médico e saber os momentos certos de usar e também de interromper a medicação.

Ainda há os efeitos mais raros, como adormecimentos súbitos, urgência em defecar e tonturas logo após a realização de exercícios. Esses, apesar de listados, acontecem em menos de 0,1% dos casos.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h