• Serviço privado e confidencialEmbalagem discreta e pagamento confidencial.
  • Medicamentos Originais da nossa farmácia sediada no Reino Unido
  • Serviço incluído no preço e parcelamento Consulta, prescrição e entrega no país todo
  • Entrega expresso para qualquer local de residência.

Obesidade

Riscos e Tratamento da Obesidade

Cuidar e manter um corpo saudável é fundamental para combater as agressões do dia-a-dia, manter a autoconfiança e uma vida social activa. A obesidade e o excesso de peso têm um grande impacto no quotidiano e podem também conduzir a problemas mais graves, inclusive à morte.

Emagrecer é uma tarefa difícil, porém, existem tratamentos médicos que quando combinados com uma dieta saudável e exercício físico, tornam o objectivo de perder peso bem mais fácil.

Existem mais de 1,4 biliões de adultos com excesso de peso no mundo, sendo que na Europa, cerca de 20% da população é obesa e 50% sofre de excesso de peso. A prevalência da obesidade aumenta com a idade, apesar de cada vez mais crianças serem afectadas por esta condição.

Uma dieta equilibrada, rica em fibras, vitaminas e minerais e pobre em gorduras, bem como a prática de exercício físico são os principais factores que influenciam a redução do peso e uma vida mais saudável. Para algumas pessoas estes nem sempre são fáceis de colocar em prática e para outras, não são suficientes para uma perda de peso significativa, sendo necessário recorrerem a ajuda médica para que possam emagrecer de forma saudável.

Você sabia que...

Nós já tratamos mais de

1288133 pacientes

Nos orgulhamos muito dos comentários deixados por eles...

Já realizou uma compra conosco antes?

Faça o login para realizar um novo pedido

Tratamentos Disponíveis

O que é a obesidade?

A obesidade e o excesso de peso são condições nas quais as reservas naturais de energia, armazenadas através de tecido adiposo, aumentam ao ponto de provocar problemas de saúde que se podem agravar e conduzir à morte.

A obesidade tem afetado grande parte da população em todo o mundo. Os motivos podem estar relacionados ao comportamento atual da sociedade, no qual fazemos tudo correndo, sem nos preocupar com o que ingerimos ou considerando perda de tempo quando nos dedicamos ao preparo da nossa alimentação, dando preferência à comidas rápidas e industrializadas.

Tipos de obesidade segundo as causas

A obesidade pode classificar-se em dois tipos diferentes, de acordo com as suas causas:

  • Tipo 1: Responsável por 95% dos casos de obesidade, caracteriza-se pelo aporte de calorias excessivo sem que estas sejam utilizadas como energia devido a uma actividade física insuficiente.
  • Tipo 2: É a consequência de uma condição de saúde subjacente como a síndrome de Cushing, a síndrome dos ovários poliquísticos ou o hipotiroidismo entre outras condições.

Tipos de obesidade segundo a localização da gordura

De acordo com a deposição da gordura, a obesidade pode classificar-se em dois tipos:

  • Obesidade central: Pode também classificar-se como obesidade abdominal ou visceral e traduz-se pela acumulação de gordura no abdómen. É o tipo mais observado em homens, sendo representada por um corpo em forma de maça e contribui para o aumento do risco de doenças cardiovasvulares e de diabetes tipo 2.
  • Obesidade generalizada: A acumulação de gordura é feita no tecido subcutâneo e representa-se por um corpo em forma de pêra. Está normalmente associada ao sexo feminino.

Causas da obesidade

Causas da obesidade

A obesidade resulta de um desequilíbrio entre o aporte de calorias diário e o gasto de energia. Em média, o organismo de um homem adulto activo precisa de 2500 calorias por dia para satisfazer as suas necessidades, sendo que no caso das mulheres, o aporte calórico deve rondar as 2000 calorias diárias. Quando são ingeridas mais calorias do que aquelas que o corpo consegue despender, a energia extra é armazenada no corpo sob a forma de gordura.

O aumento da ingestão calórica, especialmente nas últimas décadas, pode justificar-se pela disponibilidade de alimentos, nomeadamente alimentos hipercalóricos a preços baixos na maioria dos países desenvolvidos. Para o agravamento desta situação contribui também a falta de actividade física, com cada vez mais pessoas a utilizarem os meios de transportes nas suas deslocações.

As alterações na dieta e o sedentarismo têm assim contribuído para o aumento da obesidade mundial, sendo os maus hábitos alimentares e a falta de actividade física frequentemente passados de geração em geração.

O que é o Índice de Massa Corporal (IMC)?

Se tem dúvidas quanto ao excesso de peso, pode calcular o seu índice de massa corporal (IMC) online ou consultar um médico para que este avalie a sua percentagem de massa gorda. O IMC é a medida utilizada para avaliar se uma pessoa tem problemas de obesidade ou excesso de peso. Esta medida considera todas as idades e ambos os sexos, sendo que os tratamentos para a obesidade apenas estão indicados para pessoas com um IMC superior a 29 ou superior a 27 no caso de estarem presentes condições subjacentes como a diabetes e o colesterol elevado. Pode observar a classificação abaixo:

  • Baixo peso: IMC inferior a 18,5
  • Peso normal: IMC entre 18,5 e 24,9
  • Excesso de peso: IMC entre 25 e 29,9
  • Obesidade Grau I: IMC entre 30 e 34,9
  • Obesidade Grau II (severa): IMC entre 35 e 39,9
  • Obesidade Grau III (mórbida): IMC superior a 40

Calcular Índice de Massa Corporal (IMC)

Como identificar a obesidade?

É importante destacarmos que existem casos especiais. Por exemplo, como diferenciar um halterofilista de um obeso? Já que os dois podem ter um peso mais elevado, um por conta da gordura presente no corpo e o outro por massa muscular. Neste caso, o que deve ser analisado é a circunferência abdominal ou fazer uma avaliação com a ajuda de um adipômetro.

Sobrepeso

É caracterizado por mais presença de tecido adiposo que o ideal e é relacionado ao aumento da circunferência abdominal. Mesmo que pouco aumento já pode conter risco de saúde para o indivíduo.

Obesidade Grau I

É o primeiro estágio da doença e significa que a pessoa atingiu um grau alto de gordura corporal e já está sujeita a diversos problemas relacionados à sua saúde. Entre eles, falta de ar, cansaço, fraqueza, palpitações e distúrbios alimentares.

Obesidade Grau II

Significa uma obesidade severa e o excesso de gordura no corpo já pode afetar e muito o bem estar e a vida da pessoa, fazendo com que possivelmente ela desenvolva diabetes, hipertensão, entre outras doenças.

Obesidade Grau III

Esse último grau de obesidade, também conhecido como obesidade mórbida, é o mais perigoso. Pode chegar a fazer com que a pessoa tenha dificuldades para se locomover, além de estarem sujeitas a infarto, ataques do coração, derrames cerebrais, artrites, má circulação e muitos outros problemas.

Riscos da obesidade

Os homens e as mulheres com excesso de peso correm um risco significativo de sofrer de outras condições de saúde. Algumas destas condições de saúde são graves e incapacitantes, podendo mesmo levar à morte. As complicações da obesidade incluem:

  • Acidente Vascular Cerebral (AVC)
  • Doença cardíaca
  • Diabetes tipo 2
  • Tensão arterial elevada
  • Osteoartrite
  • Colesterol elevado
  • Dificuldade em respirar e asma
  • Apneia do sono
  • Doença renal e hepática
  • Cálculos vesiculares
  • Cancro
  • Refluxo gastro-esofágico

A obesidade pode também afectar a sua esperança média de vida, estando esta reduzida em cerca de 6-7 anos em pessoas com mais de 40 anos. Indivíduos com excesso de peso podem também experienciar problemas a curto prazo como dores musculares, problemas de costas, dificuldades em respirar, aumento da sudação, dores nas costas e joelhos e acne.

Como tratar a obesidade?

O tratamento para a obesidade está indicado quando o seu IMC é superior a 29, ou seja, quando a proporção entre o seu peso em quilos e o quadrado da sua altura expressa em metros é superior a 29. Pode estar indicado um tratamento para a obesidade mesmo no caso de o seu Índice de Massa Corporal (IMC) ser superior a 27, quando a obesidade está associada a outros factores de risco.

No passado, o tratamento da obesidade era referido como uma mudança, por vezes dramática e sempre sob supervisão médica, dos hábitos alimentares. Porém, em algumas situações, uma dieta regrada não é o suficiente, especialmente se a força de vontade do individuo não permite uma adesão completa a este tipo de alterações.

As principais medidas a tomar para perder peso são a adopção de uma dieta alimentar equilibrada e uma rotina de exercício físico. Se estas medidas não forem suficientes, é provável que lhe sejam aconselhados medicamentos de venda livre ou de prescrição para que a perda de peso seja facilitada, principalmente quando a sua saúde está em risco.

Hoje em dia, se após 3 meses de dieta não tiver perdido peso ou se o peso perdido não for suficiente, o seu médico pode recomendar-lhe um tratamento alternativo para a obesidade, que lhe permita perder peso mais rapidamente e de forma mais eficaz.

Medicamentos para tratar a obesidade

Nos últimos anos, tem-se gerado um interesse considerável no campo da investigação no que diz respeito a encontrar um tratamento para a obesidade prático e eficaz e ao mesmo tempo com efeitos sustentáveis a longo prazo. Em particular, as investigações têm-se centrado na procura de um tratamento que estimule a perda de peso com base na motivação pessoal dos pacientes obesos.

Graças à procura por um tratamento eficaz para a obesidade foram desenvolvidos vários tratamentos médicos nesta área, sendo o mais conhecido o Xenical fabricado pela Roche, que tem como princípio activo o orlistato.

Este tipo de tratamentos é apenas uma ajuda que permite uma perda de peso mais intensa, rápida e durável, quando combinados com uma dieta hipocalórica e actividade física.

O Xenical é um medicamento que actua na absorção de gordura, reduzindo a quantidade de gordura absorvida pelo sistema digestivo, o que permite uma perda de peso muito maior do que com uma simples dieta para a perda de peso. É importante referir também que para que a perda de peso seja consistente e duradoura, não deve ser ultrapassado o limite de 10 quilos por cada três meses.

O tratamento para a obesidade Xenical apenas é prescrito a pessoas obesas, ou seja, com um índice de massa corporal superior a 29 ou superior a 27 no caso de existirem problemas de saúde associados ao excesso de peso, como tensão arterial elevada, colesterol elevado e diabetes.

Procurar ajuda médica para o tratamento desta condição nem sempre é fácil, principalmente por a obesidade ter um forte impacto a nível estético e se relacionar com o sedentarismo. A consulta com um médico irá permitir a avaliação do seu excesso de peso e o aconselhamento sobre as medidas a tomar para a sua redução. Se a consulta física não for possível, a 121doc dispõe de um serviço médico de confiança onde poderá obter tratamento para a obesidade. Para tal, requeremos o preenchimento de uma consulta online, que permitirá aos nossos médicos garantir a adequação do tratamento a cada paciente. Se o tratamento estiver indicado e não existirem riscos associados para a sua saúde, será enviada uma prescrição à farmácia para a entrega do medicamento em 24 horas na Europa.

Dieta para perder peso

Dieta saudável com vegetais e fruta

Existem várias dietas para perder peso, porém, nem todas se adaptam a todas as pessoas, podendo os resultados ser diferentes entre indivíduos. Regra geral, uma dieta saudável deve consistir na ingestão de frutas e vegetais várias vezes ao dia, hidratos de carbono de longa absorção ricos em fibras e porções moderadas de peixe, carne, leite e derivados, e ovos.

É também importante manter o organismo hidratado ao ingerir pelo menos 1,5L de água por dia e aumentar esta ingestão no caso de uma actividade física mais exigente ou no Verão. A água aumenta a saciedade e facilita a digestão, contribuindo para a perda de peso. É essencial não saltar refeições, especialmente o pequeno-almoço e evitar alimentos com elevado teor de sal, gordura e açúcar.

Exercícios para perder peso

Exercício físico no ginásio

Uma dieta equilibrada é fundamental para uma vida saudável, porém, para que seja conseguida uma perda de peso eficaz, é necessário gastar mais energia do que aquela que é ingerida.

O exercício físico é assim fundamental não só para perder peso mas também para manter o peso perdido, acelerando o metabolismo. São recomendados pelo menos 30 minutos de exercício físico moderado por dia, quer seja em actividades de grupo como o futebol, o andebol ou o voleibol, quer em actividades individuais como o ciclismo, a corrida ou a natação. No caso de sofrer de problemas de saúde que limitem a actividade física, deve consultar o seu médico para conhecer quais as opções de exercício mais indicadas para si.

Cirurgia para tratamento da obesidade

A cirurgia é um tipo de tratamento para a obesidade, estando, porém, indicada apenas em casos de obesidade mais grave, como por exemplo para pessoas com um índice de massa corporal entre 35 e 40, com outros riscos associados.

O tratamento cirúrgico para a obesidade não apresenta resultados garantidos, para além de que acarreta riscos consideráveis. Este tipo de cirurgias são feitas sob anestesia geral, não estando por isso indicadas como um tratamento para a obesidade para pessoas com um índice de massa corporal inferior a 35.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 7-10 dias