• Serviço privado e confidencialEmbalagem discreta e pagamento confidencial.
  • Medicamentos Originais da nossa farmácia sediada no Reino Unido
  • Serviço incluído no preço e parcelamento Consulta, prescrição e entrega no país todo
  • Entrega expresso para qualquer local de residência.

Fungos da Pele ou Micoses

As infecções fúngicas da pele são muito comuns e muito incómodas, sendo causadas pela proliferação de organismos microscópicos denominados fungos.

Estas infecções fúngicas são geralmente superficiais e tendem a afectar a pele, o cabelo e as unhas. As micoses cutâneas mais comuns são causadas por fungos dermatófitos e leveduras. As infecções fúngicas causadas por dermatófitos (tinea) constituem cerca de 40-50% de todas as infecções fúngicas da pele. Outras infecções podem ser causadas pelo fungo Candida ou pelo Malassezia (também conhecido como Pityrosporum).

Para o tratamento das infecções fúngicas da pele é necessário o uso de antifúngicos tópicos ou orais. A escolha e a duração do tratamento depende do tipo de fungo responsável pela infecção.

Medicamentos como o Sporanox à base de itraconazol ou como o Diflucan (fluconazol), estão entre os mais utilizados para o tratamento da pitiríase versicolor. Para o tratamento das micoses por tinea está geralmente indicado o Lamisil em comprimidos ou em creme. O Locetar (amorolfina) está indicado para tratar a onicomicose.

Na maioria dos casos os fungos da pele podem ser tratados eficazmente com medicamentos antifúngicos apropriados.

O que é uma infecção fúngica?

Os fungos são organismos primitivos que vivem no ar, na água, no solo e em outras superfícies. Alguns tipos de fungos se reproduzem enviando esporos minúsculos pelo ar. Quando estes esporos pousam e crescem no corpo, eles podem causar infecções fúngicas. As pessoas que têm um sistema imunitário enfraquecido e aqueles que estão a tomar certos medicamentos (por exemplo, antibióticos, corticosteróides) estão em maior risco de infecções fúngicas da pele.

Infecções fúngicas muitas vezes não são difíceis de tratar. O tratamento frequentemente envolve medicamentos tópicos (aplicados na pele ou unhas) ou orais (ingeridos) chamados antifúngicos. O tipo de antifúngico utilizado depende do tipo específico de fungo (por exemplo, tinea, cândida, levedura) que está a causar a infecção.

Existem muitos tipos diferentes de infecções fúngicas. Tipos comuns incluem o seguinte:

  • Pé de Atleta (Tinea Pedis)
  • Micose (Tinea Corporis)
  • Tinea Capitis
  • Onicomicose
  • Tinea Versicolor
  • Candidíase Cutânea

Quais são as causas das infecções fúngicas?

Infecções da pele podem ocorrer em quase qualquer área do corpo, mas elas são mais comumente encontradas em regiões intertriginous. Este é o lugar onde duas áreas da pele tocam ou esfregam uma a outra. Tais áreas incluem as axilas, virilha e dobras cutâneas, bem como a área entre os dedos das mãos e dos pés. O fungo prospera em condições quentes, húmidas e suadas. 

Normalmente, a pele age como uma barreira eficaz contra a infecção. No entanto, quaisquer cortes ou rupturas nas camadas superficiais da pele podem permitir que o fungo cause infecção. Candida torna-se patogênica, ou capaz de causar doença, quando as condições são favoráveis para se multiplicar. O clima quente e úmido, a má higiene ou a roupa restritiva podem produzir essas condições. 

No geral as infecções por Candida tendem a ser mais prevalentes em pessoas que: 

  • Estão com sobrepeso;
  • Não secam a pele completamente após um banho;
  • Entram em contacto com uma pessoa ou animal com uma infecção fúngica da pele;
  • Toca itens contaminados, como roupas, toalhas e roupas de cama;
  • Andam descalço no chuveiro e áreas de piscina;
  • Usam roupas apertadas que não permitam que o suor se evapore;
  • Tem diabetes;
  • Tomaram recentemente um curso de antibióticos;
  • Estão grávidas;
  • Têm um sistema imunológico enfraquecido, por exemplo, se tem HIV / AIDS.

Prevenção de infecções fúngicas da pele

Existem medidas que você pode tomar para reduzir o risco de contrair uma infecção fúngica da pele e evitar a propagação de uma infecção. Aqui estão algumas dicas. 

  • Seque bem a pele depois de tomar um banho.
  • Lave as suas meias, roupas e roupa de cama regularmente para remover quaisquer fungos.
  • Use chinelos ou sapatos de plástico limpos em áreas comuns, como chuveiros, saunas e piscinas.
  • Use roupas soltas feitas de algodão, ou um material respirável que é projetado para manter a umidade longe de sua pele.
  • Não compartilhe toalhas, escovas de cabelo ou pentes, pois eles poderiam estar carregando fungos.
  • Alterne seus sapatos a cada dois ou três dias para dar-lhes tempo para secar.
  • Se tem diabetes, mantenha seu nível de açúcar no sangue sob controle.
  • Se alguém em sua família tem tatuagem couro cabeludo, molhe travesseiros, chapéus, pentes ou tesoura com água sanitária e água.
  • Se tem uma infecção fúngica você ainda pode ir para o trabalho, e seu filho ainda pode ir para a escola. Mas lembre-se de praticar uma boa higiene para evitar a disseminação para os outros.

Sintomas do fungo de pele

Os sintomas das micoses cutâneas ou fungos de pele variam de acordo com a área afectada e com o fungo responsável pela infecção. Alguns dos sintomas mais comuns são vermelhidão e/ou inchaço da pele, manchas vermelhas, brancas ou cor-de-rosa, geralmente de forma circular, bolhas, crostas e lesões. A pele pode apresentar-se macerada e descamada, sendo a comichão um sintoma comum. Se a zona afectada inclui o couro cabeludo e as unhas, pode ocorrer perda de cabelo, alterações da textura e da cor das unhas.

Entre os sintomas gerais incluem os seguintes: 

  • Erupções cutâneas
  • Área do corpo vermelha ou roxo (área com uma superfície alterada)
  • Crosta branca e escamosa sobre áreas afetadas
  • Descamação ou derramamento da pele com flocos
  • Rachaduras na pele
  • Dor
  • Eritema, o que resulta em áreas de vermelhidão
  • Maceração, ou o aparecimento de pele branca macia
  • Cremosas pústulas nas áreas afetadas (espinhas cheias de pus)
  • Áreas vermelhas e brancas em sua boca, como visto em candidíase oral

Como se transmitem as micoses cutâneas ou fungos de pele?

O estilo de vida desempenha um papel importante na propagação das micoses cutâneas. A frequência de ambientes lotados e com áreas quentes e húmidas como as piscinas, os ginásio e as saunas, a má-nutrição, má-higiene e o stress, são factores que aumentam o risco de contrair uma infecção fúngica.

Estas infecções também são facilitadas pela presença de lesões, sudorese excessiva, humidade da pele e o uso excessivo de produtos detergentes. Na maioria dos casos, a infecção fúngica é contraída pelo contacto com o ambiente, pessoas ou animais infectados, sendo o Verão a altura do ano mais propensa às infecções fúngicas, devido ao clima quente e húmido e consequentemente a uma maior exposição do corpo e aumento da transpiração.

Diagnóstico de infecções fúngicas

O diagnóstico da infecção de fungos baseia-se principalmente na amostragem da aparência e da pele. O seu médico irá realizar raspagens de pele e utiliza pelos depilados da área afetada e montá-los em um slide para exame. Uma vez que uma infecção por fungos é diagnosticada, o primeiro passo é resolver a causa subjacente. Isso pode incluir mudar seu estilo de vida para ser mais limpo, perder peso se estiver com sobrepeso ou gerenciar a diabetes. 

Recomenda-se tipicamente que faça uma consulta com o médico na primeira vez que sofrer sintomas da infecção. Isso permite que o médico possa diagnosticá-lo corretamente e dar-lhe as melhores opções de tratamento. Candida é frequentemente recorrente. No entanto, visitar um farmacêutico e fazer algumas perguntas é tipicamente o necessário em visitas subsequentes.

Tratamento recomendado para cada tipo de infecção

O tipo e a duração do tratamento das micoses cutâneas ou fungos de pele varia de acordo com o local de infecção e com o agente responsável. Os medicamentos disponíveis para tratar as infecções fúngicas podem consistir em antifúngicos de uso tópico como pomadas, cremes, géis e sprays ou antifúngicos de administração oral. O tratamento das infecções fúngicas deve ser seguido de perto e requere paciência, uma vez que muitas vezes as micoses demoram a desaparecer.

Leveduras: 

As leveduras são fungos normalmente presentes na pele. Em determinadas situações, como por exemplo em períodos de grande stress, estas podem proliferar de forma anormal e disseminar-se nas diferentes áreas do corpo.

Candidíase

A candidíase causada pela candida albicans é uma infecção fúngica que para além de afectar a pele, se pode desenvolver na boca, denominando-se candidíase oral e na vagina e no pénis, denominando-se candidíase vaginal e balanite, respectivamente.

  • Tratamento: Diflucan 150 para a candidíase vaginal ou balanite ou Diflucan para a candidíase na pele.
Imagem
candidiase
Pitiríase Versicolor

A pitiríase versicolor é causada por uma levedura lipodependente de nome Malassezia Furfur, que leva a lesões assintomáticas ou em alguns casos acompanhadas de comichão sob a forma de pequenas manchas geralmente hipopigmentadas cuja coloração pode variar desde o branco ao rosa avermelhada. Estas manchas podem apresentar-se dispersas ou aglomerar-se criando uma lesão de grande tamanho.

Imagem
Pitiríase

Dermatófitos 

Os dermatófitos são fungos da pele contraídos pelo contacto com animais ou com outras pessoas, pela partilha de toalhas, etc. A infecção por dermatófitos pode ter o nome de micose ou tinea e distingue-se da área infectada pelo fungo. Abaixo estão descritos os sintomas da infecção por fungos dermatófitos mais comuns e as opções de tratamento.

Tinea Corporis

A Tinea corporis é um fungo da pele com uma forma circular, cujo tamanho varia desde um milímetro a vários centímetros de diâmetro e uma cor vermelha ou acinzentada. Também se pode apresentar com pequenas bolhas na superfície, tendendo as manchas a expandir-se de forma concêntrica.

Imagem
Tinea Corporis
Tinea Cruris

A Tinea cruris também conhecida como micose da virilha, é um fungo da pele que afecta principalmente atletas, pessoas obesas ou pessoas que usam roupas apertadas. Esta infecção pode ser tratada com a ajuda de antifúngicos comuns.

Imagem
Tinea Cruris
Pé de atleta

pé de atleta é um fungo da pele do género Trichophyton, particularmente notado nas dobras dos dedos e no espaço interdigital, por serem zonas frequentemente esquecidas aquando da secagem com a toalha após o banho.

Imagem
Pé de atleta
Onicomicose

A onicomicose é uma infecção fúngica que aparece nas unhas, ficando estas com uma aparência deformada, amarelada e quebradiça.

Imagem
Onicomicose

Conheça cada tipo de tratamento

O tratamento dos fungos da pele varia de acordo com o tipo de microrganismo de origem fúngica responsável, com a extensão da área afectada e com a localização. O tratamento tem geralmente a duração de uma semana após o desaparecimento das manchas e lesões.

Veja aqui detalhes de cada tratamento:

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 7-10 dias