Blog sobre saúde e bem estar da 121Doc Tudo pela sua saúde

Junte-se a nós e aprenda a:

  • Fazer escolhas saudáveis;
  • Perder peso e ter mais energia;
  • Prevenir doenças Crônicas e mortais.
Junte-se á comunidade da 121doc

Surtos de febre amarela em São Paulo e Minas

Inserido em Saúde em Geral 02 Mar, 2018

No início de 2017, o Ministério da Saúde do Brasil relatou surtos de febre amarela em vários estados, incluindo áreas onde a doença não era comumente considerada um risco. Embora a propagação do vírus tenha diminuído em meados de 2017, os casos de febre amarela reapareceram em vários estados desde o final do ano, especialmente nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

Quais são os sintomas iniciais da febre amarela?

Ao contrário do que se pensa, a maioria das pessoas acometidas pelo vírus da febre amarela não apresentam sintomas ou têm um quadro leve da doença. Mas em pessoas que desenvolvem sintomas, o período de incubação (que é o período de infecção até a apresentação dos sintomas da doença) é, em regra, de 3 a 6 dias.

Os sintomas iniciais incluem uma febre quase súbita, calafrios, dores de cabeça bem fortes, dores nas costas e no restante do corpo, náuseas e vômitos, fraqueza e fadiga.

Depois dos sintomas, estima-se que cerca de 15% dos casos evoluem para uma forma mais grave da doença. A forma grave é caracterizada por febre alta, icterícia, sangramento e, às vezes, choque séptico e falha múltipla de órgãos.

Como a febre amarela é transmitida?

transmissao

O vírus da febre amarela é do gênero Flavivirus, que, alias, está intimamente ligado a outras doenças, como encefalite do Nilo e encefalite japonesa. A febre amarela é transmitida aos seres humanos principalmente por meio da picada de mosquitos que se encontram infectados com a doença, como os comuns Aedes Aegypt ou Haemagogus.

Os mosquitos contraem com o vírus quando se alimentam do sangue de primatas também infectados (sejam eles humanos ou não humanos, no caso, os macacos) e, em seguida, podem transmitir o vírus a outros primatas (humanos ou não humanos, da mesma forma).

As pessoas infectadas com o vírus da febre amarela são capazes de passer a doença para o mosquito que as picar (são chamadas de "virêmicas"), pouco antes do início da febre e até 5 dias depois.

Qual a diferença entre febre amarela silvestre e urbana?

O vírus da febre amarela tem três ciclos de transmissão: silvestre, intermediária e urbana. O ciclo da febre amarela silvestre se refere à transmissão do vírus entre primatas não humanos (por exemplo, macacos) e outras espécies de mosquitos encontradas em local com mata.

O vírus é transmitido dessa forma geralmente quando humanos vão à área de mata. Na África, há um ciclo intermediário, o qual se trata da transmissão do vírus dos mosquitos aos seres humanos que vivem ou trabalham em áreas de fronteira. É uma situação muito parecida com a que vivenciamos no Brasil.

Aqui, o vírus pode ser transmitido do macaco para o homem ou de um ser humano para outro, sempre por meio dos mosquitos. Já o ciclo urbano se refere à transmissão do vírus entre humanos e mosquitos cujo habitat está nas cidades, como é o caso do Aedes aegypti. O vírus geralmente é trazido para as cidades por um humano que foi infectado em uma zona de mata.

Quem deve se vacinar contra a febre amarela?

vacina

Em vista dos casos de febre amarela no País nos últimos tempos, muitas pessoas ficaram assustadas e decidiram se precaver em diversas regiões do território nacional. Contudo, há brasileiros que se encontram em situação de risco maior de contrair a doença.

Em regiões como São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, o Ministério da Saúde está aplicando a vacina fracionada, que se refere a 0,1 ml, para que se possa vacinar maior quantidade de pessoas.

Brasileiros residentes em localidades com surto de febre amarela silvestre precisam se vacinar, como São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e outras localidades. Verifique junto à Secretaria de Saúde do seu município para saber qual é o cronograma e os locais de vacinação.

Mas se você viajará para País cuja entrada exige certificado internacional, terá que fazer prova disso e tomar a vacina integral. Ainda, pessoas acometidas por HIV, câncer, doenças hematológicas, grávidas e crianças de 9 meses a 2 anos precisam tomar a vacina completa.

Quem não pode tomar a vacina da febre amarela?

Há algumas pessoas que são contraindicadas para tomar a vacina, como:

  • Quem tem imunossupressão;
  • Gestantes;
  • Cardíacos;
  • Pessoas com problemas renais;
  • Pessoas com mais de 60 anos;
  • Quem tem alergia a ovos;
  • Bebês com menos de 6 meses de idade (ou 9 meses, considerando a última indicação do Ministério da Saúde), dentre outros.

Quem deve se vacinar contra a febre amarela em São Paulo?

Considerando as indicações de óbitos causados por febre amarela, devem se vacinar todas as pessoas de 09 meses a 59 anos de idade. Acima disso, desde que com autorização médica.

Pessoas que estão no grupo de risco contraindicado também devem passar pelo médico antes de tomar a vacina, isso porque há chances de reação da vacina, o que pode acarretar agravamento de problemas de saúde já existentes ou a impossibilidade de o organismo combater o vírus "desativado", existente na vacina.

Onde posso me imunizar na zona norte?

A lista com as UBS que atuam, por ora, na Zona Norte de São Paulo, pode ser consultada no site da Prefeitura de São Paulo. Para saber qual é a UBS mais próxima acesse o site da secretaria da saúde local ou acesse o site da do ministério da Saúde.

Existe algum caso de paciente de febre amarela em São Paulo?

Há diversos casos de fibre amarela no Estado de São Paulo, inclusive, com óbitos. Entretanto, nenhum desses casos se refere à febre amarela urbana. Normalmente, são pessoas que foram expostas ao virus em áreas de mata ou zona rural.

Principais referências sobre saúde utilizadas pela 121doc:

A 121doc é especializada em cuidados de saúde on-line, permitindo que consulte um médico online e, quando relevante, compre tratamento online de forma segura. Nosso serviço oferece consulta médica online gratuita e entrega no dia seguinte para a maioria dos destinos. Conheça os tratamentos oferecidos.

Saiba mais
Deixe o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Amou esse artigo?

Deixe seu email e receba nossa newsletter com as melhores dicas para melhorar a sua saúde, conteúdo inspirativo e ofertas.

Continue lendo
Nos siga nas redes

A 121doc é especializada em cuidados de saúde on-line, permitindo que consulte um médico online e, quando relevante, compre tratamento online de forma segura. Nosso serviço oferece consulta médica online gratuita e entrega no dia seguinte para a maioria dos destinos. Conheça os tratamentos oferecidos.

Saiba mais
Descrubra mais artigos
Medico explica
No vídeo de hoje o Dr. Flavio Messina, médico parceiro da 121doc explica... Continue lendo
Medico explica
No vídeo de hoje o Dr. Flavio Messina, médico parceiro da 121doc explica os... Continue lendo
Medico explica
No vídeo de hoje o Dr. Flavio Messina, médico parceiro da 121doc explica... Continue lendo