Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 09h às 18h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Amebíase

Protozoário responsável pela amebíaseA amebíase é uma infecção parasitária do intestino, que por vezes pode afectar outros órgãos e é causada pelo protozoário Entamoeba histolytica. Apesar de esta doença poder afectar qualquer pessoa, é mais comum em áreas tropicais onde as condições sanitárias são pobres, expondo os alimentos e a água a contaminação fecal.

Por não ser comum em países desenvolvidos, a infecção de amebíase detectada nestes países é normalmente o resultado de viagens a países subdesenvolvidos ou ocorre em pessoas originárias destes países que tenham emigrado.

A amebíase é comum em África, na Índia e na América Latina e pode ser transmitida de pessoa para pessoa, pela ingestão de água e de alimentos.

A infecção tem início quando os protozoários são ingeridos juntamente com a sua capa protetora. No organismo os protozoários são libertados e multiplicam-se, causando úlceras no intestino. Alguns protozoários voltam a criar a sua proteção e são excretados nas fezes, sendo assim transmitidos a outros hospedeiros.


Quais são os sintomas da amebíase?

Muitas pessoas infectadas não apresentam quaisquer sintomas desta condição, o que facilita a sua transmissão a outras pessoas. Porém, cerca de uma em cada 10 pessoas com a doença apresenta sintomas como diarreia, dores de estômago e flatulência. Estes sintomas desenvolvem-se uma a quatro semanas após o contágio.

Se o parasita invadir o revestimento intestinal, pode dar origem a uma condição mais grave chamada disenteria amébica ou amebiana, que se traduz por fezes aquosas e com sangue e dores severas no estômago.

Se o parasita invadir a corrente sanguínea pode deslocar-se para os pulmões, fígado e outros órgãos, causando danos nos tecidos destes órgãos. O órgão a seguir ao intestino que mais sofre esta infecção é o fígado, podendo ocorrer neste caso, para além dos sintomas descritos, febre, fraqueza, vómitos e perda de peso.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico de amebíase é feito pela recolha de uma amostra de fezes na qual é posteriormente testada a presença do parasita, porém, quando este invade outros órgãos, é provável que a sua presença já não seja detectada nas fezes.

Caso estejam presentes sintomas como úlceras ou outros sinais de infecção, pode ser realizada uma colonoscopia para obter uma amostra de tecido do intestino e comprovar a presença de Entamoeba histolytica nos seus tecidos.

Quais as causas?

O protozoário responsável pela amebíase entra no corpo humano pelo contacto com alimentos e água contaminados, podendo também entrar pelo contacto direto com fezes que contenham o parasita.

Em locais com poucas condições sanitárias, a água usada para beber, para regar as frutas e vegetais e para manipular alimentos pode estar contaminada por fezes. Desta forma o parasita entra no organismo, causando a infecção.

Como prevenir a amebíase?

Por a amebíase estar diretamente relacionada com questões de higiene, pode ser prevenida pela adopção de algumas medidas que reduzem as hipóteses de contágio. Estas incluem:

  • Lavar as mãos com sabão e água após a ida à casa de banho e antes da manipulação de alimentos.
  • Lavar frutas e vegetais antes da ingestão. No caso de frutas e vegetais provenientes de países onde a infecção é mais prevalente, recomenda-se a remoção da casca.
  • Em países subdesenvolvidos evite beber água da torneira e opte por água ou outras bebidas engarrafadas e não use gelo nas bebidas.
  • Evite o consumo de queijo e leite não pasteurizados.

Tratamento da amebíase

O tratamento da amebíase consiste geralmente na administração de um ciclo antibiótico de Metronizadol. Este é geralmente tomado durante 10 dias para uma eliminação eficaz da infecção, podendo ser combinado com outros tratamentos que visem manter a hidratação e reduzam a náusea.

A infecção de amebíase é normalmente eliminada por completo ao fim de duas semanas após o início do tratamento. Mesmo nos casos mais graves, onde o parasita infecta outros órgãos, a infecção pode ser tratada eficazmente se for administrado tratamento adequado. Pelo contrário, se a amebíase permanecer por tratar, pode tornar-se fatal.

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h