Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 08:30h às 17:30h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Como funciona o Champix

Champix é um medicamento desenvolvido para ajudar adultos a abandonar o tabagismo. Seu uso permite que o dependente de nicotina reduza a vontade de fumar e consiga vencer a síndrome de abstinência associada à redução da droga no organismo.

Conheça nesta página a eficácia e funcionamento do medicamento.

Tratamento com Champix

O tratamento com Champix deve ser feito através de prescrição médica, ajudando a aliviar os sintomas da abstinência e reduzir o risco de recaída. Sua aplicação é especialmente recomendada para fumantes que já sofrem danos físicos com o cigarro, devendo parar com urgência e que não tenham ainda conseguido.

Normalmente, não é recomendado que o dependente de nicotina não fume depois da data estabelecida para abandonar o vício do cigarro. No entanto, o Champix também reduz o prazer associado ao cigarro, se fumar enquanto estiver sob tratamento.

O Champix também é eficaz para fumantes ocasionais que querem se libertar definitivamente da nicotina.

Eficácia do Champix

O ingrediente ativo do Champix é a vareniclina, uma substância que inibe no cérebro os receptores da nicotina que provocam a sensação de prazer ao fumar, devendo ser aplicado somente em adultos. Sua eficácia para adolescentes não foi analisada pelos estudos clínicos.

o ingrediente activo vareniclina

Para quem deseja parar de fumar e precisa de um tratamento, nossos médicos podem dizer se o Champix é a melhor solução para o seu caso.

A eficácia do Champix é resultado da ligação da substância ativa aos receptores do sistema nervoso central e periférico, principalmente dos receptores de nicotina, que são abundantes no cérebro e que proporcionam prazer ao fumar.

A nicotina absorvida através da fumaça do cigarro liga-se a esses receptores no tecido do sistema nervoso e, ao se combinar com eles, o organismo produz acetilcolina, um neurotransmissor envolvido em muitos processos psíquicos e físicos, desencadeando no cérebro os mecanismos do corpo de promover recompensa. O vício no cigarro ocorre exatamente pela sensação de recompensa oferecida pela nicotina.

O Champix atua como um agonista nos receptores de nicotina, que se mantém deslocada, não podendo ser distribuída no cérebro e no sistema nervoso, não oferecendo, portanto, a sensação de recompensa para o fumante.

O efeito do Champix no cérebro
Quando o fumo do cigarro é inalado, a nicotina dirige-se do sangue para o cérebro. A nicotina estimula os receptores do cérebro a libertar dopamina, o que faz com que experiencie prazer ao fumar. O Champix reduz a quantidade de dopamina libertada pelos receptores do cérebro quando fuma.

O ingrediente ativo do Champix, vareniclina, funciona de duas maneiras: ao mesmo tempo em que atua como agonista nos receptores de nicotina, sem provocar o efeito de recompensa, oferece um gosto amargo para o fumante, que não sente mais prazer ao fumar. Como resultado, o desejo de fumar e os sintomas de abstinência são atenuados, dando ao fumante condições de abandonar o vício com mais facilidade.

Mesmo se o fumante tentar retomar o cigarro, o efeito de recompensa e de reforço do mau gosto do cigarro se apresentam, reduzindo a recompensa e aumentando o mau gosto. Esses efeitos são resultado do bloqueio da ligação da nicotina com os receptores correspondentes.

A dosagem de Champix é crucial

Os estudos clínicos sobre o Champix demonstraram que a dose de 1 mg por dia de vareniclina aumenta as chances de um fumante se tornar abstêmio, evitando o cigarro durante e após o tratamento. Depois de um ano de tratamento, o fumante não volta a pegar em cigarro.

Doses do Champix
Período Dosagem
  • Dia 1 ao 3 
  • Dia 4 ao 7
  • A partir do dia 8 até o final do tratamento
  • 1x por dia por na dose de 0,5 mg
  • 2x por dia (manhã e noite) na dose de 0,5 mg
  • 2x por dia (manhã e noite) na dose de 1 mg

As chances de parar de fumar aumentam se o fumante usar uma dose de 2 mg por dia praticamente triplicam, mesmo para fumantes inveterados.

Quando comparado com outras drogas de substituição, o Champix demonstra que as possibilidades de não haver recaída chegam ao dobro, segundo os estudos clínicos realizados com o medicamento. O ingrediente ativo vareniclina se mostra, portanto, mais eficaz do que qualquer droga de substituição.

Para saber a dosagem certa de Champix, o médico deve examinar a quantidade de nicotina presente no organismo do paciente, podendo, dessa maneira, receitar a posologia necessária. A subdosagem do medicamento é tão problemática quanto uma overdose. Se o Champix não for ajustado às necessidades do paciente, ele pode passar por graves sintomas de abstinência, aumentando as possibilidades de uma recaída mesmo durante o tratamento.

O ajuste para as reações é importante

O Champix deve ser ajustado de acordo com as condições físicas do paciente, durante todo o tratamento. Dependendo das reações, as doses podem ser aumentadas, para, em seguida, serem reduzidas gradativamente. O uso de Champix deve ser feito de forma a analisar os seus efeitos, definindo, principalmente, as reações do paciente durante a crise de abstinência, como agitação e tremores, por exemplo, decorrentes da falta de nicotina no organismo.

Os médicos recomendam que, no início do tratamento, o paciente comece o dia com a ingestão de 0,5 mg de Champix, pelo menos uma semana antes da data determinada para abandonar de vez o cigarro. O principal motivo é que, reduzindo aos poucos o desejo de fumar, os efeitos da nicotina serão também minimizados, reduzindo as possibilidades de crises de abstinência mais severas.

Depois desse período, a dose de Champix deve ser aumentada para 2 vezes ao dia, tomando 1 mg do medicamento, continuando por um período de 12 semanas. O tratamento pode ser completado nesse período ou, se depender da vontade ainda existente no paciente, por mais um ano.

É importante lembrar que, para alguns ex-fumantes, interromper o uso de Champix pode ser um fator de estresse. Nesses casos, o paciente deve continuar o tratamento por mais uma ou duas semanas. Se os efeitos colaterais se apresentarem mais sensíveis, o médico pode reduzir a dose aos poucos, permitindo que os efeitos secundários terminem.

Dessa maneira, o resultado da terapia pode ser eficaz, sem comprometer o estado físico e mental do paciente.

O que influencia os efeitos de Champix?

Um dos efeitos colaterais frequentemente associados ao Champix é a náusea. Esse sintoma desaparece quando o fumante se alimenta antes de tomar o medicamento, sem qualquer prejuízo para a digestão.

eficacia do champix

Durante o tratamento, o paciente não pode fazer uso de bebidas alcoólicas. Os estudos clínicos demonstraram que o consumo simultâneo de álcool e de Champix pode provocar alterações no comportamento do paciente, mesmo que tenha tomado pequenas quantidades de álcool. Essa situação, no entanto, não se aplica em todos os casos, embora haja comprovação de que o efeito do Champix no organismo pode aumentar de forma considerável os efeitos do álcool.

Hipersensibilidade ao ingrediente ativo

Sob certas condições, o Champix não deve ser usado para o tratamento de abandono do tabagismo. Existem pacientes com hipersensibilidade ao ingrediente ativo e o médico deve analisar os riscos e benefícios de sua aplicação para o tratamento de tabagismo.

Além disso, a substância ativa do Champix pode criar interações medicamentosas com outros fármacos, o que exige que o paciente informe ao médico qualquer tipo de tratamento ou medicamento que esteja usando.

Em alguns tipos de distúrbios psíquicos, como esquizofrenia e depressão, o Champix não é aconselhado, devendo o paciente procurar outro tipo de tratamento, se pretende deixar de fumar.

Para mulheres grávidas ou em fase de amamentação, os efeitos do Champix não são conhecidos, já que esses casos não foram incluídos nos estudos clínicos. No entanto, estudos com animais demonstraram que o ingrediente ativo vareniclina é transferido para os fetos, podendo provocar danos no desenvolvimento dos mesmos.

Os estudos também mostraram, em animais, que a vareniclina pode ser transmitida através do leite materno, e essa condição não aconselha o uso de Champix para mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Para mulheres fumantes que estejam grávidas ou mesmo em período de amamentação, é necessário uma análise médica para encontrar um tipo de tratamento adequado, evitando que o fumo prejudique a formação do feto ou que a nicotina passe para o bebê através do leite materno.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h