Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 09h às 18h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Hormona Levonorgestrel

A hormona Levonorgestrel é uma hormona similar às hormonas sexuais femininas e pertence ao grupo da progesterona.

A Levonorgestrel pode ser encontrada em vários medicamentos, e é essencialmente utilizada como contraceptivo oral na minipílula ou Progesterone-only Pill e na pílula do dia seguinte ( exemplo: Levonelle).

Trata-se de uma pílula menos agressiva que a pílula contraceptiva convencional, podendo, por isso, ser utilizada por mulheres após o parto e a amamentar tal como a Cerazette.

Para que é usada?

Levonorgestrel é utilizada em função das suas dosagens: dosagens baixas para contracepção oral regular, – minipílula – e dosagens elevadas para contracepção de emergência – pílula do dia seguinte. Por ser uma progesterona, a Levonorgestrel está particularmente indicada em mulheres que têm intolerância ao estrogénio.

A Levonorgestrel é também habitualmente combinada com pequenas quantidades de etinilestradiol – um estrogénio.

A hormona Levonorgestrel pode ainda ser encontrada em dispositivos anticoncepcionais locais como o DIU – Dispositivo Intrauterino.

Nomes e doses em que é comercializada

Nome Dosagem
Minipílulas Miranova 0,02 mg Etinilestradiol + 0,1 mg Levonorgestrel
Microginon 0,03 mg Etinilestradiol + 0,15 mg Levonorgestrel
Etinilestradiol + Levonorgestrel Rigevidon 0,03 mg Etinilestradiol + 0,15 mg Levonorgestrel
Minipil (Brasil) 0,03 mg Levonorgestrel
Nortrel (Brasil, UK) 0,03 mg Levonorgestrel
Pílulas do dia seguinte Levonelle 1,5 mg Levonorgestrel
Postinor 1,5 mg Levonorgestrel
Levonorgestrel Mylan 1,5 mg Levonorgestrel
Norlevo 1,5 mg Levonorgestrel

Mecanismo de ação

O mecanismo de ação da Levonorgestrel é o mesmo, independentemente de se tratar da minipílula, da pílula do dia seguinte ou do Dispositivo Intrauterino.

A hormona Levonorgestrel atua como anticoncepcional através do engrossamento do muco cervical – o muco que se acumula nas paredes da vagina, impedindo assim o acesso dos espermatozoides ao útero.

Por outro lado, esta hormona tem também a capacidade contraceptiva de alterar a espessura do endométrio – a membrana interna do útero – fazendo com que o útero fique menos recetivo à aceitação de um óvulo fecundado.

Composição Química da Hormona Levonorgestrel

Este mecanismo de ação redundante faz com que a hormona Levonorgestrel seja considerada um contraceptivo bastante eficaz.

Já no caso da pílula do dia seguinte, devido a descarga hormonal elevada provocada pela sua toma, além dos mecanismos acima mencionados, a Levonorgestrel vai impedir a ovulação iminente. De salientar que, pelo facto de não ter efeito abortivo, esta pílula tem de ser tomada dentro do prazo indicado porque não atua sobre um óvulo já fecundado.

Efeitos Secundários da Levonorgestrel

A toma de Levonorgestrel não está isenta de efeitos secundários, no entanto, é importante distinguir entre os provocados pela minipílula, pelo Dispositivo Intrauterino e pela pílula do dia seguinte, porque diferentes dosagens causam diferentes efeitos.

Efeitos secundários de Levonorgestrel Muito frequentes Frequentes Pouco frequentes
Minipílula ou dosagens mais baixas
  • Náusea
  • Dor abdominal
  • Aumento de peso
  • Dor de cabeça
  • Depressão, alterações de humor
  • Dor na mama, tensão mamária
  • Vómitos
  • Diarreia
  • Retenção de líquidos
  • Enxaquecas
  • Diminuição da líbido
  • Intumescência mamária
  • Urticária
  • Intolerância às lentes de contacto
  • Hipersensibilidade
  • Diminuição de peso
  • Aumento da líbido
  • Corrimento vaginal, corrimento mamárioa
  • Eritema ou rubor nodoso, eritema multiforme
Dispositivo Intrauterino ou dosagens mais baixas
  • Escoamento ou expulsão parcial ou total do DIU
  • Dor de cabeça
  • Dor abdominal
  • Alterações menstruais
  • Corrimento vaginal
  • Candidíase
  • Náusea
  • Acne
  • Depressão
  • Dor nas costas
  • Alopecia ou queda de cabelo
  • Comichão
  • Despigmentação ou hiperpigmentação da pele
Pílula do dia seguinte ou dosagens mais elevadas
  • Menorragia e irregularidades menstruais
  • Náusea
  • Fadiga
  • Dor abdominal
  • Dor de cabeça
  • Tonturas
  • Sensibilidade mamária
  • Diarreia
  • Vómitos
Sem frequência conhecida:
  • Aumento de peso
  • Icterícia ou amarelecimento dos olhos
  • Aumento da pressão arterial
  • Aumento do colesterol
  • Aumento da glicemia
  • Gravidez ectópica

Em caso de persistência, agravamento, ou efeitos secundários não listados consulte um médico.

Interações medicamentosas

A toma de Levonorgestrel em concomitância com alguns medicamentos antidiabéticos e insulina pode afetar a ação dos mesmos, pelo que, neste caso, deve haver precaução e acompanhamento médico, porque pode ser necessário ajustar dosagens.

É contraindicada a toma simultânea da hormona Levonorgestrel com carvão médico ou Erva de São João, porque estas substâncias podem influenciar severamente a absorção da Levonorgestrel.

Os grupos de medicamentos ou ingredientes seguintes afetam a eficácia da Levonorgestrel, podendo colocá-la mesmo em causa:

  • Acitretina – indicada para o tratamento da psoríase ou Pitiríase Versicolor
  • Antibióticos – como, por exemplo, a ampicilina, a rifabutina, a rifampicina e as tetraciclinas
  • Antiepiléticos – nomeadamente barbexaclone, carbamazepina, primidona
  • Ansiolíticos – como o clobazam
  • Barbitúricos – sedativos
  • Griseofulvina – indicada para o tratamento de micoses (infecções fúngicas)
  • Antirretrovirais – utilizados no tratamento do HIV e das hepatites

Se tomar algum dos medicamentos ou substâncias mencionadas, é recomendável obter aconselhamento médico para encontrar uma alternativa à hormona Levonorgestrel para o mesmo efeito.

Contraindicações de Levonorgestrel

A hormona Levonorgestrel está contraindicada em caso de alergia ou hipersensibilidade à Levonorgestrel.

Adicionalmente, existem contraindicações específicas.

Contraindicação de toma de Levonorgestrel

  • Doença coronária súbita como acidente vascular cerebral ou ataque cardíaco
  • Doença arterial ou vascular e angina de peito
  • Doença hepática grave no presente ou passado
  • Tumor maligno ou benigno no fígado no presente ou passado
  • Cancros da mama ou dos órgãos genitais no presente ou no passado
  • Hemorragia vaginal diagnosticada

Toma de Levonorgestrel acompanhada por um médico ( grupos de risco )

  • Hipertensão arterial
  • Problemas vasculares
  • Diabetes
  • Diabetes da gravidez no presente ou no passado
  • Cloasma gravídico (manchas na pele provocadas por gravidez anterior)
  • Mulheres com apenas uma trompa de Falópio funcional
  • Mulheres com propensão a terem gravidez ectópica

Contraindicações específicas do Dispositivo Intrauterino (DIU)

  • Inflamação do endométrio pós-parto
  • Infeções genitais
  • Aborto causado por infeção
  • Doença inflamatória da pélvis ou do colo do útero
  • Alterações uterinas ou do colo do útero
  • Suspeita ou diagnóstico de cancro do colo do útero
  • Sangramento vaginal injustificado

A toma da hormona Levonorgestrel está ainda contraindicada em mulheres grávidas, embora a minipílula possa ser tomada ao 21º dia após o parto e durante a amamentação.

Fontes:

  1. LEVONELLE® ONE STEP 1500 micrograms - URL: MHRA   
  2. Levonorgestrel Mylan1,5 mg comprimido - URL: Infarmed

Atualizado em 22 de Setembro de 2016

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h