Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 09h às 18h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Alopecia feminina

A alopecia feminina, comummente conhecida como queda de cabelo, pode levar a uma baixa autoestima e falta de confiança nas mulheres, não sendo uma condição exclusiva do universo masculino. Apesar de não ser uma condição grave, a alopecia feminina é um condição com grande impacto no estilo de vida, pelo que não deve ser ignorada.

Estima-se que cerca de um terço das mulheres experienciem queda de cabelo a determinado ponto das suas vidas, podendo esta ocorrer como resultado de outros problemas de saúde ou em certas etapas da vida, como na menopausa ou após a gravidez.

Tal como nos homens, o tipo de queda de cabelo mais comum nas mulheres é a alopecia androgénica que tem um início gradual e começa por uma perda difusa de cabelo no topo da cabeça, que raramente causa a recessão da linha do cabelo ou leva a uma calvície completa.


Crescimento do cabelo

O cabelo cresce em três fases diferentes: anágena, catágena e telógena. Cerca de 90% do cabelo encontra-se na fase anágena ou fase de crescimento, cuja duração é de dois a oito anos. A fase catágena ou de transição, dura entre 2 a 3 semanas e caracteriza-se pela redução do tamanho do folículo. Segue-se a fase telógena durante dois a quatro meses em que o cabelo se encontra em repouso. Apenas 10% do cabelo se encontra na fase de transição ou repouso.

É normal a perda de 50 a 100 fios de cabelo diariamente, podendo a queda ser maior nos dias em que lava o cabelo. A maioria das mulheres não consegue ter uma noção da quantidade de cabelo perdida por dia, porém, conseguem perceber quando estão a perder mais cabelo ao notar a perda de cabelo na escova após a escovagem, na almofada de dormir e na roupa. Os primeiros sinais são uma melhor visualização do couro cabeludo quando o cabelo se encontra apanhado, apresentando-se os espaços entre o cabelo mais largos.


Ciclo de Crescimento do Cabelo

Ciclo de crescimento do cabelo

Tipos e causas da alopecia feminina

A perda de cabelo pode ser temporária ou permanente e é sempre o sintoma de algo que não está a funcionar correctamente no corpo. Podem distinguir-se quatro tipos de queda de cabelo nas mulheres:

  • Alopecia androgénica: A maioria das mulheres com alopecia androgénica tem áreas difusas de falta de cabelo no couro cabeludo, devendo-se esta à acção dos androgénios, hormonas masculinas normalmente presentes em baixa quantidade na mulher, cuja principal função é a regulação do crescimento de pelos e do desejo sexual.

    Os folículos capilares contêm receptores de androgénios, pelo que na presença destas hormonas a fase anágena é encurtada e os folículos reduzem o seu tamanho. Após vários ciclos capilares é possível notar que o cabelo se torna mais curto e fino, especialmente nas regiões parietal e frontal nas mulheres.

    Apesar de a alopecia androgénica se dever à acção de androgénios, tal não significa que estas hormonas estejam presentes em quantidades elevadas na mulher. Elevados níveis da enzima 5-alfa-redutase, que converte a testosterona em di-hidrotestosterona, a presença de mais receptores de androgénios e baixos níveis de citocromo P450, responsável por converter a testosterona em estrogénio, podem ser a justificação.

  • Alopecia areata: Tem origem autoimune e caracteriza-se por áreas calvas no couro cabeludo, bem circunscritas. Ocorre em cerca de 2% da população e é mais comum em crianças e em adultos jovens.
  • Eflúvio telógeno: Caracteriza-se por uma perda de cabelo difusa e é comum após eventos traumáticos para o corpo, como o parto, a má nutrição, infecções severas, stress extremo ou cirurgias major. Neste tipo de queda de cabelo ocorre uma alteração da fase dos folículos, passando estes da fase anágena para a fase telógena.

    O eflúvio telógeno tem início cerca de dois a quatro meses após o efeito causal e pode durar alguns meses, sendo normalmente temporário.

  • Eflúvio anágeno: Ocorre normalmente após uma alteração que altera a actividade metabólica dos folículos capilares. Este tipo de queda de cabelo está normalmente associado à quimioterapia, uma vez que este tratamento tem como alvo as células do corpo que se multiplicam rapidamente, como as células do cancro, afectando igualmente células em rápida divisão como os folículos capilares na fase anágena. Durante a quimioterapia, cerca de 90% dos cabelos na fase anágena caem, tendo esta igualmente um carácter temporário.
  • Alopecia por tracção: Resulta do trauma nos folículos capilares devido a penteados, tranças ou extensões ou ao uso de instrumentos capilares que possam danificar os folículos. O resultado são cabelos curtos e quebrados, foliculite e frequentemente presença de tecido cicatricial.

Tratamento da alopecia feminina

Dependendo do tipo de alopecia e das causas por trás desta condição, podem ser recomendados diferentes tratamentos. Qualquer um dos tratamentos, mesmo que seja de venda livre, deve ser recomendado por um médico após o diagnóstico da alopecia e conhecimento das suas causas. O Minoxidil 2% é um tratamento especialmente indicado para a queda de cabelo na mulher que prolonga a fase de crescimento do cabelo, permitindo que este cresça durante mais tempo.

No caso de a queda de cabelo se dever a um excesso de produção ou acção de hormonas masculinas, pode estar aconselhado o tratamento com contraceptivos ou com a espironolactona.

O cetoconazol, apesar de normalmente usado no tratamento das infecções fúngicas tem um efeito anti-androgénico, pelo que pode ser usado em combinação com outros tratamentos para a alopecia androgénica.

A finasterida, comercializada com o nome Propecia, não está indicada para mulheres, porém, pode ser recomendada pelo médico como tratamento em casos específicos e em mulheres que não planeiem engravidar a curto ou médio prazo.

O transplante capilar pode também ser uma opção e consiste no transplante de uma área com cabelo do couro cabeludo para as áreas afectadas.

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h