Falar no Chat (+351) 308 804 997
(+55) 11 49 33 77 11
Equipa de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 08:30h às 17:30h
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega em 24h
  • Entrega em 24 horas

Medicamentos contra a acne

A acne é um dos problemas de pele mais comuns em adolescentes e adultos, podendo ocorrer com diferentes graus de severidade. Existem pessoas que apresentam acne de forma leve, apenas com cravos e espinhas individuais, outras com acne moderada, situação em que surgem diversas espinhas, e acne em grau mais grave, com nódulos e espinhas mais inflamadas.

Encontre aqui as opções de tratamento mais eficazes para a acne.

Como tratar a Acne?

Tratamento da Acne

Para a maior parte dos portadores de acne, o problema pode desaparecer com o tempo, sem necessidade de tratamento.

Contudo, os casos mais graves podem ocorrer até mesmo chegando à idade adulta, deixando cicatrizes na pele. O tratamento deve ser adequado, adaptado a cada tipo de paciente.

O agravamento da acne pode ser impedido com um tratamento externo, com pomadas e gel, através de tratamento tópico, ou através de comprimidos, quanto o uso de medicamentos externos não oferece resultados.

Quais são as opções de tratamento para a acne?

Para as formas leve e moderada da acne, é possível fazer um tratamento tópico, com os cuidados necessários de higiene e o uso de cremes e gel para eliminar cravos e espinhas.

No caso de uma acne mais grave, é necessário um tratamento mais cuidadoso, com medicamentos tópicos aplicados sobre o local de surgimento de espinhas. Os casos mais graves também podem ser tratados com comprimidos através de uma terapia sistêmica.

Entre os medicamentos de prescrição médica mais utilizados no tratamento da Acne, estão:

A terapia mais adequada para o tratamento de casos mais graves de acne deve ser escolhida e determinada através de uma consulta médica, depois de analisada a condição da pele do paciente.

Desta forma, a depender da situação da pele e das condições físicas do paciente, o tratamento contra a acne pode ser feito com apenas um medicamento, enquanto que um outro pode exigir a combinação de diversos deles.

A acne, no entanto, exige um tratamento mais prolongado para apresentar resultados positivos. Os tratamentos devem ser feitos por períodos mais alongados, não podendo ser interrompidos de forma prematura.

Em alguns casos, o tratamento mais eficaz pode demorar entre seis a doze semanas antes que a condição da pele fique estável e saudável. Em alguns casos, o tratamento contra a acne pode produzir, a princípio, alguns casos de deterioração da saúde da pele, antes que possa haver a melhora. Além disso, a pele deve ser constantemente tratada e higienizada devidamente, já que a recaída pode ocorrer, mesmo após o tratamento.

Como os antibióticos funcionam contra a acne?

Como dissemos anteriormente, para o tratamento de acne moderada e grave, além do tratamento externo, de forma tópica, com utilização de cremes e gel, também podem ser utilizados medicamentos de uso oral.

O tratamento da acne pode ser feito com antibióticos e isotretinoína, que impedem o crescimento das bactérias que propiciam o surgimento de espinhas, reduzindo a produção do sebo.

Alguns tratamentos também podem ser feitos com o uso de pílula anticoncepcional, no caso de mulheres. O progestogênio contido nas pílulas anticoncepcionais combinadas vai agir de forma semelhante aos hormônios sexuais masculinos, o andrógeno.

Para o tratamento com comprimidos que oferecem o efeito antiandrogênico, são comercializados os medicamentos como Belara, Valette, Petibelle e Yasmin. Nos casos muito graves de acne, é recomendado o uso de cortisona como anti-inflamatório.

Os comprimidos para o tratamento da acne, no entanto, somente podem ser usados através de prescrição médica, devendo se levar a consideração que o médico pode indicar o melhor medicamento para cada caso.

Tratamentos com antibióticos da classe das tetraciclinas são aplicados para casos de acne moderada e grave. Quando o tratamento tópico da acne através de pomadas e cremes não oferece resultados, o antibiótico se torna uma alternativa.

Para reduzir a acne podem ser aplicados tetraciclina, doxiciclina e minociclina. No entanto, é preciso destacar que o uso de minociclina, através de estudos mais recentes, ofereceu reações adversas graves, tornando esse medicamento o menos adequado em determinados casos de acne.

Os antibióticos para o tratamento da acne conseguem reduzir o crescimento das bactérias e previnem as infecções da pele. Esse tratamento deve ser feito pelo menos durante um mês, não devendo ultrapassar um máximo de 12 semanas, uma vez que as bactérias podem se tornar resistentes, não deixando que o antibiótico traga resultados efetivos.

Ao usar antibióticos de tetraciclina, é importante tomar cuidado com o sol, evitando se bronzear. A luz solar pode provocar danos à pele, gerando uma péssima combinação entre os raios ultravioletas e o antibiótico presente no corpo. Ao tomar sol, uma pessoa que estiver fazendo uso de tetraciclina deve usar também protetor solar com fator mais elevado.

O antibiótico eritromicina é o segundo mais indicado para o tratamento da acne, sendo uma alternativa para a tetraciclina. Contudo, é preciso observar a situação física do paciente, uma vez que o medicamento pode provocar arritmia cardíaca e problemas de metabolismo. No caso de se usar eritromicina e surgirem efeitos colaterais adversos, o paciente deve parar de usar o medicamento e procurar o médico.

Como os comprimidos de acne com isotretinoína funcionam?

A isotretinoína é uma alternativa à terapia de antibióticos no tratamento de acne. No entanto, é um medicamento bastante forte para o organismo, podendo provocar diversos efeitos colaterais ou podendo apresentar contraindicações para determinados pacientes.

fórmula quimíca da isotretinoína

O uso de isotretinoína só pode ser feito através de receita médica, com acompanhamento do profissional, devendo qualquer reação mais grave ser imediatamente comunicada para evitar consequências mais sérias.

O tratamento com isotretinoína é indicado apenas para pacientes que não conseguem resolver o problema da acne com opções como antibióticos e o paciente deve tomar cuidado, evitando alguns remédios durante o tratamento.

Medicamentos como tetraciclina, minociclina, doxiciclina e limeciclina são perigosos quando associados com isotretinoína, podendo levar à hipertensão intracraniana. Além disso, o paciente que estiver usando isotretinoína deve evitar a ingestão de vitamina A.

A isotretinoína é um derivado de vitamina A, possuindo efeito anti-inflamatório, inibindo a produção de sebo e reduzindo o crescimento de bactérias. Com o tratamento da acne feito com isotretinoína, 85% dos pacientes ficaram completamente livres da acne, havendo raros casos de recidivas.

Contudo, a isotretinoína pode apresentar efeitos colaterais significativos, devendo ser evitada principalmente em casos de gravidez. Durante o tratamento, é recomendado que a mulher tome concomitantemente um contraceptivo confiável, uma vez que, no caso de ocorrência da gravidez, podem ocorrer danos ao feto.

A isotretinoína deve ser prescrita para um tratamento de prazo máximo de 6 meses e pelo menos durante quatro semanas, a mulher deve evitar a gravidez.

Entre os efeitos colaterais da isotretinoína foram observados cegueira noturna, pele seca, nariz seco (podendo levar a hemorragia nasal), lábios secos e surgimento de caspa. Além disso, também pode haver redução na produção de lágrimas, o que pode tornar o uso de lentes de contato desconfortável, podendo essa condição ocorrer até mesmo um ano ao final da terapia.

Há discussões sobre o efeito depressivo da isotretinoína, que poderia ter levado alguns pacientes ao suicídio. No entanto, não existe comprovação científica sobre essa situação.

De qualquer forma, o paciente precisa estar informado sobre a possível ocorrência de sintomas depressivos, procurando um médico do caso de sua continuidade. O paciente em tratamento com isotretinoína também deve fazer exames de sangue regularmente, monitorando o funcionamento do fígado e o metabolismo da gordura. É também importante observar que todos os efeitos colaterais desaparecem após o término do tratamento com essa substância.

Como a acne pode ser curada por hormônios, como na pílula anticoncepcional?

Em muitos casos, principalmente nas mulheres, a puberdade pode provocar a acne, notadamente pelo aumento de cargas hormonais. Nessa situação, um profissional indicado como parceiro eficiente pode ser o ginecologista.

O ginecologista pode prescrever micropílulas, como Diane 35 (Dianette), com baixa dose de princípio ativo, que oferecem bons resultados para o tratamento de acne. Um comprimido combinado é composto por dois grupos de substâncias ativas: o estrogênio e a progestina. Os dois hormônios são muito semelhantes aos hormônios sexuais presente no organismo feminino, reduzindo os efeitos da carga hormonal natural e evitando o agravamento da acne.

dianette

O fator mais importante a ser considerado quando a acne aparece é a produção excessiva de sebo e de pele morta, causada pelos hormônios masculinos. O efeito dos medicamentos antiandrógenos pode reduzir o aparecimento da acne, melhorando a pele e fazendo com que as espinhas desapareçam lentamente.

O tratamento com pílulas deve ser feito por um tempo entre seis a doze semanas para oferecer resultados eficazes. No entanto, é preciso entender que nem todas as pílulas funcionam de maneira idêntica contra a acne e as manchas de pele na adolescência.

Que outros medicamentos estão disponíveis para a acne?

Entre os tratamentos disponíveis para a acne, o uso de cortisona não é o mais recomendado. Apenas em casos mais graves de acne o tratamento com cortisona pode ser considerado pelo médico.

A administração oral de zinco é um tratamento que apresenta efeito favorável sobre a acne moderada, podendo ser considerado no caso de contraindicações ou de intolerância a outros tipos de medicamentos. O zinco consegue reduzir a inflamação e, como a pílula anticoncepcional, produz um efeito antiandrogênico no organismo feminino.

No tratamento com zinco é preciso observa que seu uso deve ser feito entre as refeições, evitando-se tomar o medicamento junto com alimentos, uma vez que os componentes dos alimentos podem atrasar e prejudicar a absorção do zinco.

Risco de não tratar a acne

A acne é resultado de um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebaceos, atingindo com maior frequência o rosto, o peito, o ombro, as costas e os braços.

Mesmo não se tratando de uma doença que traga maiores ameaças ao paciente, a acne pode se tornar bastante incômoda, levando até mesmo à deformação de partes do rosto ou deixando cicatrizes.


Fontes:

Publicado em 22 de Maio de 2017.

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 24h