Falar no Chat (+55) 11 4933-7711
Equipe de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 06:00h às 17:00h
(Horário de Brasília)
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega expresso
  • Entrega em 7-10 dias

Uretrite não-específica

Tratamento da Uretrite nos Homens

A uretrite não-específica é uma condição muito comum nos homens e é causada na maioria dos casos pelas bactérias que causam a clamídia e a gonorreia, contraídas durante as relações sexuais. Os antibióticos são geralmente capazes de combater a infecção de forma permanente.

Esta inflamação da uretra, o tubo que liga a bexiga ao meio exterior, traduz-se essencialmente num ardor e dor ao urinar e na saída de um corrimento esbranquiçado pela ponta do pénis, nos homens.

Você sabia que...

Nós já tratamos mais de

1247897 pacientes

desde 2004?

Orgulhamo-nos muito dos comentários deixados por eles...

Já realizou uma compra conosco antes?

Faça o login para realizar um novo pedido

Tratamentos Disponíveis

Comprar Doxiciclina Online na pt.121doc.net

Doxiciclina

5 / 5 (1 Opiniões)
  • Indicada para pacientes alérgicos à penicilina
  • Alívio rápido dos sintomas
  • Eliminação completa da infecção em 7 dias
Mais Informação
azitromicina

Azitromicina

4.5 / 5 (11 Opiniões)
  • Antibiótico de eleição para a clamídia vaginal/peniana
  • Tratamento da clamídia numa dose única de 1g
  • Desaparecimento dos sintomas rapidamente
Mais Informação

O que é a uretrite não específica?

A uretrite não específica é considerada pela medicina uma DST, ou doença sexualmente transmissível, que costuma aparecer depois das relações sexuais, sexo oral, vaginal ou anal com uma pessoa portadora da doença.

Trata-se de uma infecção bacteriana, transmitida sexualmente, causada normalmente pela clamídia, ocorrendo de forma mais frequente em homens, embora as mulheres também possam contrair a infecção, podendo, inclusive, danificar a uretra se tiverem uma atividade sexual mais intensa.

A uretrite é denominada não específica por não haver uma causa aparente para que uma possa contrair a infecção. No homem, quando não devidamente tratada, a uretrite não específica pode provocar inflamação nos testículos, levando à infertilidade.

Uretrite não específica é uma infecção que pode ser de difícil diagnóstico, principalmente quando ocorre em mulheres, por não apresentar qualquer sintoma.

A uretrite não específica pode não ser o resultado apenas de doenças sexualmente transmissíveis. O hábito de inserir objetos sexuais na vagina, ou a masturbação ou fricção mais vigorosa, também podem provocar a inflamação da uretra.

Causas e tipos de uretrite nos homens

A uretrite não específica é uma inflamação que atinge a mucosa que reveste a uretra em seu interior. A uretra é um tubo que liga a bexiga ao exterior do corpo humano, servindo para expelir a urina. Por ser um elemento de ligação entre o exterior e o interior do corpo humano, a uretra costuma estar vulnerável a diversas infecções.

Microrganismos das mais variadas espécies podem penetrar no corpo através da uretra. Na maior parte das vezes, eles chegam através de relações sexuais com pessoas infectadas, ou mesmo em razão de maus hábitos de higiene.

Dependendo do tipo de microrganismo que esteja provocando a infecção, a doença pode receber um nome diferente, como uretrite gonocócica ou não gonocócica. Quando o problema não é decorrente de relações sexuais, ou quando não se conhece suas causas, ela recebe o nome de uretrite não específica.

A uretrite não específica pode ser provocada pela bactéria que dá origem à gonorreia ou blenorragia, ou pode ser uma inflamação decorrente da presença de vírus, fungos, bactérias ou protozoários, que são transmitidas normalmente através de relações sexuais.

Alguns estudos demonstram que, praticamente em metade dos casos, a principal causa subjacente à uretrite não específica é a clamídia, podendo ainda ser provocada pelo papilomavírus humano (HPV), o vírus de herpes simplex ou as trichomonas vaginalis.

Normalmente transmitida pelo sexo, seja vaginal, oral ou anal, quando o parceiro ou a parceira estão infectados, a uretrite não específica deve ser analisada para saber sua causa.

Apenas em casos raros, a uretrite é causada por irritação. Dependendo da causa, a uretrite em homens é classificada como:

Uretrite gonocócica: A uretrite é causada pela infecção de bactérias da gonorreia (Neisseria gonorrhoeae).

Uretrite não gonocócica: a uretrite não gonocócica, também conhecida como uretrite não-específica (NSU), é causada pela infecção por vários microrganismos, em especial pela bactéria Chlamydia. Em casos raros, a uretrite não específica pode ser causada por trauma, pelo uso de certos fármacos ou pela cateterização.

Grupos de risco da uretrite não específica

Como em qualquer outro tipo de doença sexualmente transmissível, a uretrite não específica tem nas pessoas que fazem sexo desprotegido o seu principal grupo de risco, principalmente quando um indivíduo costuma ter relações sexuais com parceiros ou parceiras diferentes.

Outro grupo de risco é formado por pessoas que não tomam os devidos cuidados com a higiene, permitindo que fungos, bactérias e vírus possam permanecer no órgão genital e subir pela uretra, provocando a inflamação.

Além disso, em determinados casos, a uretrite não específica também pode atacar pessoas que fazem uso prolongado de anticoncepcionais, ou que tenham infecções em outras regiões, mantendo contato direto com o órgão genital. Raros casos foram constatados como decorrentes de cirurgias ou exames médicos.

Sintomas da uretrite não específica

A uretrite não específica pode se manifestar alguns dias após o contágio, apresentando os primeiros sintomas. Normalmente, o paciente leva duas semanas para perceber que alguma coisa está errada com seu órgão genital, podendo haver demora ainda maior nas primeiras manifestações, quando no homem, ou mesmo não surgir qualquer sintoma, no caso da mulher infectada.

Os primeiros sintomas que o paciente percebe é um ardor ao urinar, sendo esta a reclamação mais frequente. Depois, começam a surgir vermelhidão no órgão genital, surgindo secreções, que são recorrentes nos casos de uretrite não específica.

Os sintomas, no entanto, podem variar de paciente para paciente, principalmente em razão do agente infeccioso.

Dores durante a relação sexual ou durante a ejaculação também aparecem como sintomas comuns da uretrite não específica. Em alguns casos, o paciente pode sentir febre e mal estar no organismo.

Os sintomas mais evidentes são:

  • Perda de pus ou muco a partir do orifício da uretra, com ou sem sangue
  • Prurido uretral, dor durante a micção ou no pénis
  • Outros sintomas associados à infecção específica que causou a uretrite, tal como a presença de lesões de herpes genital
  • Sintomas sistémicos se a infecção que causa a uretrite envolveu outros órgãos, tal como conjuntivite ou artrite

Diagnóstico da uretrite não específica

A uretrite não específica, como vimos anteriormente, pode ser decorrente de diversas causas e, embora as queixas sobre os sintomas sejam bem características, é necessário buscar sua origem.

Uretrite não especifíca

Assim, através do histórico do paciente e de uma análise clínica, o médico pode levantar algumas suspeitas, como através da cor e da aparência das secreções, que podem ajudar na detecção da raiz do problema.

Constatando se tratar de uma uretrite, ainda não específica, o médico deverá solicitar exames laboratoriais de urina e das secreções para ter certeza sobre o diagnóstico.

A uretrite, quando não tratada, pode provocar sérios problemas de saúde, podendo levar ao estreitamento da uretra e, em alguns casos, à infertilidade. Após o diagnóstico, o paciente deve dar início imediato ao tratamento mais adequado para o seu caso.

Tratamento e medicamentos para a uretrite não específica

A depender do agente gerador da uretrite não específica, o médico poderá prescrever medicamentos mais indicados para cada caso. Antibióticos e medicamentos para amenizar os sintomas são indicados e, quando o tratamento é feito da forma correta, o prognóstico costuma ser satisfatório. Assim, diante de qualquer sintoma, o paciente não pode hesitar em procurar um médico, ao mesmo tempo tomando o cuidado de evitar novas relações sexuais, seja com o parceiro ou parceira fixa ou com outras pessoas, evitando propagar a infecção.

Entre os tratamentos mais indicados para a Uretrite não especifíca, estão:

Tratamento Administração Princípio Activo Duração Posologia Saiba mais
Doxiciclina embalagem de Doxiciclina
Cápsulas Doxiciclina 7 dias 2 vezes/dia Consulta
Azitromicina Embalagem de Azitromicina
Comprimidos Azitromicina 1 dia Dose única Consulta

Considere as causas Uretrite não especifíca:

  • Tratamento para a uretrite não gonocócica (causada pela bactéria Chlamydia):Azitromicina 2g (dose única) ou Doxiciclina 100mg (2 vezes por dia, durante 7 dias).
  • Tratamento para a uretrite gonocócica (causada pela bactéria da gonorreia): Cefixima(2 comprimidos de 200mg de uma só vez).

Para não ter uma recaída, é melhor que o seu/sua parceiro(a) também faça o tratamento. Também devem ser evitadas as relações sexuais até à conclusão do tratamento e ao desaparecimento da uretrite.

Leia mais sobre os medicamentos mais indicados para a uretrite não específica, principalmente quando de origem de qualquer tipo de microrganismo, estão os seguintes:

Doxiciclina

A Doxiciclina é um medicamento indicado para o tratamento de uretrite não específica, quando causada pelas bactérias responsáveis pela clamídia e para o tratamento de clamídia anorretal. O tratamento tem uma duração de sete dias, fazendo com que os sintomas desapareçam em apenas 24 horas. Como se trata de um antibiótico de largo espectro, a Doxiciclina é bastante eficaz para eliminar a uretrite não específica.

Além da uretrite não específica, a Doxiciclina também é indicada para tratar outras infecções bacterianas, como doenças sexualmente transmissíveis, infecções intestinais, periodondite e acne, entre outras.

A Doxiciclina, como antibiótico da família da tetraciclina, interfere na produção das proteínas das bactérias responsáveis pela uretrite não específica, evitando que elas se multipliquem e facilitando a eliminação da infecção através do próprio sistema imunológico do paciente.

Azitromicina

Azitromicina também é um antibiótico, utilizado no tratamento de uretrite não específica de causa bacteriana e da clamídia, sendo clinicamente comprovado o efeito de eliminar a infecção após poucos dias de uso. Depois da administração de uma única dose de 1 g, o que corresponde a dois comprimidos de 500 mg, os sintomas da uretrite não específica desaparecem em apenas 24 horas.

Da mesma forma que a Doxiciclina, a Azitromicina é um antibiótico que inibe a síntese proteica por parte das bactérias que provocam a uretrite não específica. Como essas bactérias não conseguem produzir as proteínas necessárias para sua proliferação, não conseguem se multiplicar, sendo facilmente eliminadas pelo sistema imunológico do paciente, fazendo com que a infecção seja erradicada em poucos dias.

 

Consequências da uretrite se não tratada

Se a uretrite for causada pela infecção de clamídia ou gonorreia e não for tratada, é pouco provável que os sintomas desapareçam espontaneamente. Se a infecção não for tratada, pode rapidamente disseminar-se a outros órgãos genitais, resultando em inúmeras complicações graves, tais como:

  • Epididimite e/ou orquite (inflamação dos testículos)
  • Prostatite (inflamação da próstata)
  • Disseminação sistémica da gonorreia, por exemplo conjuntivite e lesões na pele
  • Artrite reactiva
  • Doença inflamatória pélvica (DIP)- a uretrite nos homens pode levar à doença inflamatória pélvica e a todas as suas consequências.
  • Síndrome de Reiter
  • Aumento da transmissão do HIV

 

Como prevenir a uretrite não específica?

A melhor forma de prevenir a uretrite não específica, como qualquer outro tipo de doença sexualmente transmissível, é a utilização de preservativos em todas as relações sexuais, principalmente quando elas são com parceiros diferenciados.

Além disso, o indivíduo deve também limitar o número de parceiros, uma vez que, quando contaminado, poderá pelo menos saber a possibilidade do agente infeccioso, podendo fazer com que também procure tratamento.

Como a uretrite não específica também pode ser decorrente de maus hábitos de higiene, é necessário alterar esses hábitos, secando bem o corpo após o banho, não compartilhando toalhas ou roupas íntimas, não tomando banho em banheira em locais como motéis e saunas e não usando o papel higiênico na direção do ânus para a vagina.

Para evitar algumas formas de uretrite não específica, a pessoa também deve usar roupas íntimas de algodão, evitando roupas de tecidos sintéticos, e não usar calças muito justas.

Manter uma alimentação saudável também é fundamental para prevenir a uretrite não específica e sua complicações, já que, quando o organismo está mais resistente, protege-se melhor contra qualquer tipo de agressão.

Para todo e qualquer caso, sempre é conveniente consultar regularmente um médico, fazendo exames de rotina para monitorar melhor a própria saúde, principalmente no caso de mulheres, que podem estar contaminadas e não apresentarem qualquer sintoma.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 7-10 dias