Telefone Falar no Chat
Equipe de suporte ao paciente disponível: Seg. à Sex. das 08:00h às 17:00h
  • Serviço privado e confidencialEmbalagem discreta e pagamento confidencial.
  • Medicamentos Originais da nossa farmácia sediada no Reino Unido
  • Serviço incluído no preço e parcelamento Consulta, prescrição e entrega no país todo
  • Entrega expresso para qualquer local de residência.
Início / Disfunção Eréctil / Tadalafila (Cialis genérico) / As diferentes doses da Tadalafila

As diferentes doses da Tadalafila

A Tadalafila, ou Tadalafil, é o princípio ativo de medicamentos como o Cialis, indicado para o tratamento de disfunção erétil e impotência sexual. O medicamento deve ser usado mediante prescrição médica, devendo ser administrado na dose recomendada pelo profissional de saúde para conseguir os efeitos desejados.

A Tadalafila pode ser encontrada em diferentes dosagens, com quantidades específicas do princípio ativo para atender diferentes condições de saúde. O paciente, portanto, deve conhecer mais sobre o medicamento e fazer o seu uso apropriado para garantir que não haja qualquer contraindicação e para trazer uma solução definitiva ao seu problema de disfunção erétil.

Comprimidos amarelos de Cialis

Quais são as diferentes doses da Tadalafila (Cialis Genérico)?

A Tadalafila, ou Cialis genérico, é um medicamento de prescrição destinado ao tratamento de disfunção erétil, ou problemas de impotência sexual. O ingrediente ativo, Tadalafil, também denominado citrato de Tadalafila, é apresentado em dosagens diferenciadas, podendo conter 2,5 ou 5 mg na sua versão para uso diário, ou de 10 e 20 mg para ser administrado ocasionalmente.

A determinação da dose mais adequada da Tadalafila (Tadalafil) vai depender das condições médicas do paciente, considerando diversos fatores, como sensibilidade ao princípio ativo ou existência de doenças que não permitam sua administração.

A Tadalafila não é um medicamento para aumentar o prazer sexual, e sim para obter uma ereção que possibilite manter relações sexuais satisfatórias. Seus efeitos só se apresentam a partir de um estímulo sexual.

A Tadalafila é um medicamento inibidor da PDE-5, podendo proporcionar seus efeitos por até 36 horas nas doses mais elevadas. De uma forma geral, o médico prescreve a dosagem mais baixa, de 2,5 mg, para analisar seus efeitos no paciente.

Em muitos casos, essa dose é suficiente para resolver o problema de disfunção erétil e, quando isso não ocorre, a dose pode ser aumentada através de nova consulta médica. A ingestão da Tadalafila (Tadalafil), a versão genérica do Cialis, aumenta o fluxo sanguíneo para o corpo cavernoso do pênis, possibilitando que o paciente tenha uma ereção normal e duradoura.

Como cada caso de impotência sexual  é individualizado, a dose ideal da Tadalafila pode variar de uma pessoa para outra, dependendo de sua condição física e, portanto, o medicamento só deve ser usado mediante prescrição médica.

Conheça a estrutura química da Tadalafila:

formula química da tadalafila

Tadalafila (Tadalafil) de 2,5 mg

Na maior parte das vezes, quando um paciente se apresenta com qualquer problema de disfunção erétil, os médicos recomendam a dose diária mais baixa de Tadalafil (Cialis genérico), contendo 2,5 mg de princípio ativo, para observar a tolerabilidade do paciente ao tratamento.

Com sua dose mais baixa, a Tadalafila é um medicamento que atende a maior parte dos casos, além de servir também para pacientes que fazem tratamento para a síndrome benigna da próstata.

A Tadalafila (Tadalafil) em 2,5 mg pode ser encontrada nas farmácias em embalagens contendo 28 comprimidos. No caso de não apresentar os resultados esperados, o paciente deve retornar ao médico para prescrição de dose mais elevada.

Tadalafila (Tadalafil) de 5 mg

Na dosagem de 5 mg, a Tadalafila também é comercializada em embalagens contendo 28 comprimidos. Como a quantidade do princípio ativo ainda é baixa, o medicamento pode ser tomado uma vez ao dia nos tratamentos constantes de impotência sexual.

Para que os efeitos sejam mais eficazes, o paciente deve tomar o comprimido com um copo de água, não devendo exceder a dose recomendada pelo médico de apenas um comprimido diário.

A Tadalafila (Cialis genérico) é indicada para problemas de ereção, embora o medicamento nessa dosagem possa também ser usado como tratamento da síndrome prostática benigna, ajudando a melhorar a circulação na região genial e a relaxar os músculos da próstata e da bexiga. O tratamento para essas condições pode apresentar bons resultados logo após uma ou duas semanas.

Tadalafila (Tadalafil) de 10 mg

O tratamento com Tadalafila (Tadalafil) na dosagem de 10 mg é aplicado quando o paciente não necessita de um tratamento diário, usando o medicamento apenas quando pretende manter relações sexuais. Nesse caso, o comprimido deve ser ingerido pelo menos 30 minutos antes de o homem manter um relacionamento mais íntimo.

A dose máxima permitida por dia para o Tadalafil (Tadalafila) é de 20 mg. No caso da dose de 10 mg, apenas um comprimido é suficiente para que o homem mantenha condições de ter relações sexuais até por 36 horas.

É importante que o paciente siga as recomendações médicas. A dose só poderá ser aumentada depois de nova consulta e após se constatar que o medicamento não apresentou os efeitos desejados.

Além disso, o paciente deve estar ciente de que, se a Tadalafila não apresentar resultados, as causas podem ser diferentes das analisadas na primeira consulta. Portanto, o fato de o Tadalafil não oferecer resultados, pode não se relacionar com a dosagem indicada pelo médico e sim com causas físicas ou orgânicas.

Na consulta, o médico deve descartar possíveis causas físicas e, se necessário fazer a alteração na prescrição da dose, ou ainda prescrevendo uma terapia constante com dose mais baixa, como por exemplo, 5 ou 2,5 mg do princípio ativo.

Tadalafila (Tadalafil) de 20 mg

Na dose de 20 mg, a Tadalafila (Tadalafil) pode permanecer no organismo por até 36 horas, ou seja, o medicamento pode apresentar os mesmos efeitos de qualquer outro indicado para disfunção erétil, como é o caso do Levitra ou do Viagra, permitindo que o paciente tenha total liberdade de escolha sobre as relações sexuais.

Porém, a grande vantagem é que a Tadalafila (Tadalafil) não apresenta como efeito colateral o priapismo, que é uma ereção muito mais duradoura e dolorosa, permitindo que o homem tenha ereções apenas quando estimulado.

A Tadalafila pode atender tanto as condições de disfunção erétil, nas diversas dosagens comercializadas, além de servir como tratamento de hiperplasia benigna da próstata nas doses de 2,5 e 5 mg, e de hipertensão arterial pulmonar, na dose de 20 mg.

Qual a dose máxima de Tadalafila que posso usar por dia e com que frequência?

A Tadalafila é bastante popular em razão de seu efeito mais duradouro. O comprimido é chamado popularmente de “Viagra de fim de semana”, uma vez que, com a dose de 10 ou de 20 mg, o homem pode manter relações sexuais satisfatórias durante 36 horas.

O comprimido deve ser tomado pelo menos 30 minutos antes das relações, contudo o homem deve evitar aumentar os seus efeitos tomando outro comprimido em seguida ou antes de decorridas as 36 horas.

O tempo mínimo exigido é de pelo menos 24 horas se o comprimido de 20 mg não surtir efeitos depois desse tempo e, além disso, os estudos clínicos demonstraram que a dose, para ser segura, não deve ser superior a 20 mg do princípio ativo.

Efeitos colaterais das diferentes doses da Tadalafila (Cialis genérico)

Os efeitos colaterais apresentados pela Tadalafila (Cialis genérico) podem ser diferentes de uma pessoa para outra, além do que é necessário também analisar a dose tomada. Doses menores, evidentemente, podem causar menos sintomas dos efeitos colaterais já constatados com o princípio ativo.

De uma maneira geral, durante os estudos clínicos, constataram-se os seguintes efeitos colaterais com o uso de Tadalafila (Tadalafil):

Efeitos Colaterais da Tadalafila (Ciális Genérico)
Efeitos colaterais comuns, ocorrendo em pelo menos 10% dos pacientes:
  • Dor de cabeça;
  • Dores nas costas;
  • Tontura;
  • Dispepsia;
  • Rubor facial;
  • Mialgia;
  • Congestão nasal.
Efeitos colaterais incomuns, ocorrendo entre 0,1 e 1% dos pacientes:

A ejaculação precoce secundária, por sua vez, é um problema que se desenvolve em razão de condições físicas ou psicológicas. Nesse tipo de ejaculação precoce, os principais sintomas são os seguintes:

  • Olhos vermelhos;
  • Dores nos olhos;
  • Inchaço nas pálpebras;
  • Dispneia.
Efeitos colaterais raros, podendo ocorrer em menos de 0,01% dos pacientes:
  • Erupção cutânea;
  • Problemas cardiovasculares;
  • Hipotensão;
  • Dor abdominal;
  • Hiperidrose;
  • Visão borrada;
  • Priapismo;
  • Sangramento nasal;
  • Problemas auditivos.

O paciente deve saber que as doses de 2,5 e de 5 mg de Tadalafila (Cialis genérico) podem ser tomadas todos os dias, a cada 24 horas, no caso de tratamento de longo prazo para a disfunção erétil. Nesse caso, os efeitos colaterais são mínimos, muitas vezes nem sendo percebidos.

As doses de 10 e de 20 mg de Tadalafila (Tadalafil) devem ser tomadas somente de acordo com a prescrição médica, sendo o comprimido administrado apenas uma vez, pois seus efeitos podem ter a duração de até 36 horas. Nesse caso, é importante observar que os efeitos colaterais podem ser mais frequentes e, quando manifestados de forma mais grave, devem ter assistência médica.

Contraindicações de uso da Tadalafila

Para prescrever a Tadalafila (Cialis genérico), o médico deve fazer uma avaliação criteriosa do paciente e determinar as causas potenciais para o problema, indicando a dose mais apropriada do medicamento.

Em casos muito raros, constatou-se o priapismo em pacientes que fizeram uso das doses de 10 e de 20 mg de Tadalafila. Quando o paciente apresentar uma ereção que tenha duração de 4 horas ou mais, deve procurar assistência médica imediata, uma vez que, se o problema não for tratado a tempo, poderá causar lesões nos tecidos do pênis, levando à perda permanente da potência sexual.

A Tadalafila (Tadalafil) deve ser prescrita com cautela para pacientes que apresentam condições de predisposição ao priapismo, como, por exemplo, em portadores de anemia falciforme, mieloma múltiplo ou leucemia, além de pacientes que apresentem deformações penianas, como grande angulação, fibrose cavernosa ou doença de Peyronie.

Perda da visão

Na pós-comercialização da Tadalafila observou-se a neuropatia ótica isquêmica anterior não arterítica, um problema que provoca a redução da visão, podendo levar à sua perda permanente. O evento, no entanto, é bastante raro, ocorrendo em razão do uso de medicamentos inibidores da PDE-5.

Porém, os pacientes que relataram esses sintomas apresentavam fatores de risco basais anatômicos ou vasculares para o desenvolvimento da neuropatia ótica isquêmica anterior não arterítica, embora não necessariamente limitada à baixa relação entre o diâmetro da escavação e o diâmetro da pupila.

Além disso, o problema apenas se apresentou em pacientes acima de 50 anos, portadores de diabetes ou de hipertensão, ou mesmo de doença arterial coronariana, hiperlipidemia e tabagismo.

Dessa maneira, não foi possível determinar se o evento está diretamente relacionado com o uso de medicamentos como a Tadalafila (Cialis genérico), aos fatores de risco basais vasculares, defeitos de anatomia o paciente ou à combinação de alguns ou todos os fatores.

Na prescrição do medicamento, o médico deve orientar o paciente a interromper o tratamento e procurar assistência médica, se perder repentinamente a visão. Além disso, o médico também deve informar que pacientes que já tiveram a neuropatia ótima isquêmica anterior não arterítica podem ser mais suscetíveis à nova ocorrência da disfunção.

Perda da audição

O paciente deve ser orientado a interromper o uso de Tadalafila (Tadalafil) e procurar orientação médica se apresentar perda de audição ou sua redução. Esse tipo de sintoma colateral, que pode ser acompanhado por zumbidos no ouvido ou vertigem, foi constatado em associação temporal ao tratamento de inibidores de PDE-5. Nesse caso, também não foi possível determinar se a condição é diretamente relacionada com o uso de Tadalafila ou de outras causas.

Hiperplasia prostática benigna:

Se o paciente apresentar suspeita de hiperplasia prostática benigna, ou HPB, deverá ser antes examinado pelo médico para descartar a presença de carcinoma prostático

Pacientes que tomam alfa bloqueadores

A Tadalafila é um medicamento que deve ser usado com cautela quando o paciente utiliza concomitantemente alfa bloqueadores, como a Doxazonina, uma vez que os dois medicamentos juntos podem levar à hipotensão sintomática em determinados pacientes.

Um dos estudos aplicados sobre a Tadalafila, administrada com Doxazonina 8 mg, apresentou aumento do efeito hipotensor deste medicamento. Contudo, doses menores de Doxazonina não foram testadas.

Quando a Tadalafila (Cialis genérico) é administrada juntamente com alfa bloqueadores, o paciente deve estar estável com esta terapia.

Queda da pressão

Da mesma forma que outros medicamentos inibidores da PDE-5, a Tadalafila (Tadalafil) apresenta propriedades vasodilatadoras sistêmicas, que podem provocar uma redução transitória da pressão sanguínea.

Antes da prescrição do medicamento, o médico deve analisar se o paciente portador de qualquer doença cardiovascular pré-existente pode ser afetado desfavoravelmente por esses efeitos vasodilatadores.

Efeito dos nitratos

Durante os estudos clínicos, a Tadalafila (Tadalafil) demonstrou aumentar os efeitos hipotensivos de nitratos. A suposição é que esta condição seja resultado dos efeitos combinados de nitratos e do princípio ativo Tadalafila na via óxido nítrico (GMPc). Dessa forma, a administração de Tadalafila é contraindicada para pacientes que fazem uso de nitratos.

A Tadalafila não deve ser indicada para pacientes com conhecida hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer componente de sua fórmula, não devendo também ser usada por pessoas que não tenham problemas de disfunção erétil.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expressa grátis