Falar no Chat (+55) 11 4933-7711
Equipe de suporte ao paciente: Seg. à Sex. das 06:00h às 17:00h
(Horário de Brasília)
  • Serviço privado e confidencial Embalagem discreta e pagamento confidencial
  • Apenas medicamentos originais Medicamentos enviados da nossa farmácia registada no Reino Unido
  • Tudo incluído no preçoConsulta médica, prescrição e entrega expresso
  • Entrega em 7-10 dias

Sildigra – o falso Sildenafil

O Sildigra é divulgado como um supercomprimido para o tratamento de disfunção erétil, apresentando-se como uma combinação de citrato de sildenafil, que é indicado para a impotência e problemas de disfunção erétil, e de dapoxetina, desenvolvido para tratamento de ejaculação precoce.

O medicamento é oferecido em diversas versões, com nomes comerciais variados, incluindo Super Kamagra, Super P-Force e Super Power Sildigra. Todas as variações de Sildigra são fabricadas na Índia, em laboratórios não acompanhados pelos órgãos responsáveis pelo setor de saúde e, portanto, não são confiáveis.

medicamento sildigra

A propaganda em torno do Sildigra informa que cada comprimido contém 100 mg de citrato de sildenafil e 60 mg de dapoxetina, ou seja, oferece ao mesmo tempo, dois tipos de tratamento para pacientes com problemas de disfunção erétil e de ejaculação precoce.

Como o Sildenafil e a Dapoxetina funcionam

O citrato de sildenafil, é um inibidor da PDE5, e age provocando a dilatação dos vasos sanguíneos nos músculos macios do pênis, levando ao aumento do fluxo sanguíneo e proporcionando ereção. Da mesma forma que o original, a substância ativa não tem efeito sem estimulação sexual, não gerando ereção espontânea.

mecanismo dos fosfodiesterase tipo 5

A dapoxetina, por sua vez, em sua fórmula original, atrasa a ejaculação através da inibição da recaptação da serotonina, amortecendo as sensações que o homem sente durante o sexo, fornecendo maior controle sobre a própria ejaculação.

serotonina ejaculação precoce

Os cuidados com medicamentos falsificados

Como informamos, o Sildigra é o Sildenafil genérico, fabricado na Índia, e pode ser encomendado através da internet sem qualquer prescrição médica, o que não garante sua eficácia para o tratamento da impotência, de outros problemas de disfunção eréctil ou mesmo de ejaculação precoce.

O Sildigra não é aprovado em Portugal e nos países da União Europeia, podendo, dessa forma, ser interceptado pela vigilância responsável pelos medicamentos, resultando em penalidades para o vendedor e para o receptor.

Mesmo com preços muito mais acessíveis até mesmo do que o genérico Sildenafil, os medicamentos com esse nome ou que sejam fabricados na Índia não são recomendados pelos médicos, já que não se tem a noção exata da qualidade de sua fabricação ou da higiene laboratorial, além do que é impossível conhecer sua formulação correta.

O medicamento Sildigra é fabricado pela indústria farmacêutica Dharam, da Índia, e é considerado como uma preparação imitada dos medicamentos produzidos a partir do Sildenafil, propagando que seus efeitos são os mesmos deste princípio ativo e que podem ser comprados sem receita médica.

Essa condição fez com que a importação e a venda de Sildigra fosse proibida em toda a União Europeia, principalmente porque se trata de um medicamento que, mesmo na versão original, pode trazer graves efeitos colaterais, o que leva a deduzir que, não se conhecendo as condições de fabricação, não podem ser usados por pessoas que precisam de tratamento.

Por que a importação de Sildigra é passível de punição na União Europeia?

Nos laboratórios farmacêuticos da União Europeia, tanto a pesquisa quanto a fabricação, além dos testes e da venda de medicamentos, são estritamente monitoradas. A razão disso é que a produção inadequada de qualquer tipo de medicamento pode colocar a segurança e a saúde os pacientes em risco.

Desta forma, as drogas só podem ser produzidas através de monitoramento, principalmente quando se trata de medicamentos que podem apresentar efeitos secundários mais graves, que devem ser usados estritamente através de prescrição médica para proteger a saúde do paciente, além da necessidade de acompanhamento pelo profissional que o receitou.

Essa proibição atinge todo e qualquer medicamento fabricado fora da União Europeia e que não tenha aprovação das autoridades médicas. Assim, medicamentos como Sildigra, Kamagra ou Tapadox, como não são monitorados pelas autoridades reguladoras, são considerados ilegais.

O paciente que fizer uso desses medicamentos não podem ter a certeza de que o ingrediente ativo aplicado seja o correto, desenvolvido dentro das especificações necessárias ou mesmo se ele está presente na dosagem correta, ou ainda que a preparação tenha sido feita sob boas condições de higiene.

O ingrediente ativo sildenafil, propagado como o mesmo do medicamento Sildigra e similares, utilizam em sua preparação diversos produtos químicos tóxicos e, em algumas etapas de sua fabricação também são utilizadas substâncias que são cancerígenas.

Nos medicamentos aprovados oficialmente, como é o caso do Viagra e do genérico Sildenafil, toda a fabricação é rigorosamente controlada, comprovando que, ao final de sua produção, as substâncias nocivas não estão mais presentes no produto final.

Essa condição não é monitorada, não se garantindo que seja aplicada aos medicamentos não regulamentados. Dessa forma, nada garante que medicamentos como Sildigra e outros semelhantes não sejam um real perigo para a saúde, não podendo ser importados ou vendidos no território da União Europeia.

Por que alguns homens ainda compram Sildigra pela internet?

Mesmo com o risco de tomar um medicamento falsificado, existem pessoas que ainda compram Sildigra pela internet, sabendo que não é um medicamento aprovado. Há duas razões principais para isso:

Por um lado, muitos homens são atraídos pelo baixo preço de drogas importadas ilegalmente. Os preços mais baixos do que os originais ou genéricos, devidamente monitorados, só são alcançados pela falta de qualidade e pela falta de regulação em seus países de origem. O usuário economiza seu dinheiro na compra, mas, ao mesmo tempo, corre sérios riscos de saúde ao tomar um medicamento que não foi aprovado pelas agências reguladoras.

Por outro lado existe a questão moral para muitos homens, quando se trata de buscar cura para a disfunção erétil, sentindo vergonha de conversar com um médico ou mesmo se sentindo limitado em sua masculinidade.

Muitas vezes, o homem nem comenta com sua esposa ou parceiro sua condição, por vergonha e medo.

Mesmo que esses argumentos sejam compreensíveis, é perfeitamente conhecido que a ingestão de medicamentos modernos contra a impotência, como sildenafil, tadalafil, vardenafil e avanafil só pode ser feita mediante prescrição médica, usando medicamentos fabricados sob rígido controle de qualidade.

Como quase todos os medicamentos para tratamento de disfunção erétil podem provocar sérios efeitos colaterais, só um médico pode indicar corretamente o medicamento a ser usado como potenciador sexual, analisando se é o mais adequado para o paciente ou se, por exemplo, existem condições pré-existentes que não recomendam o seu uso.

O homem com problemas de disfunção erétil deve entender que, ao conversar com um médico sobre o assunto, sua consulta é completamente confidencial, não sendo permitido legalmente ao médico comentar sobre o tema, mesmo com colegas de profissão.

Portanto, homens que sofrem com problemas de ereção, podem confiar plenamente no seu médico, com a garantia de confidencialidade das informações a ele passadas.

Efeitos colaterais do Sildigra

De acordo com os fabricantes, o Sildigra deve ser tomado de acordo com as indicações médicas. O que se mostra um contrassenso, já que pode ser vendido sem receita médica pela internet.

Os fabricantes informam que não se deve usar mais do que 100 mg de Sildigra por dia, devendo, como no caso de Viagra, ser tomado uma hora antes das relações sexuais.

Os fabricantes, no entanto, não alertam para os efeitos colaterais do Sildigra, informando apenas que eles podem se manifestar de forma leve a moderada, de curta duração, podendo também causar reações alérgicas.

Com as informações obtidas dos fabricantes, não é possível estabelecer os níveis de segurança do Sildigra e, portanto, mesmo sendo um medicamento mais barato, mais acessível, deve ser evitado para garantia da saúde do usuário.

Procuro um tratamento económico para a disfunção erétil

Se procura um tratamento original e mais económico para a disfunção erétil, Sildenafil pode ser a melhor opção para o seu caso. O ingrediente activo, mesmo utilizado no Viagra, pode ser vendido legalmente na versão genérica e por essa razão o seu preço é mais baixo.

Medicamento Embalagem Características

Sildenafil

Sildenafil
  • Medicamento original, testado em estudos clinícos
  • Ação em 30 minutos e duração de 4 horas
  • Versão económica do medicamento Viagra

Leia mais sobre o Sildenafil

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 7-10 dias