• Serviço privado e confidencialEmbalagem discreta e pagamento confidencial.
  • Medicamentos Originais da nossa farmácia sediada no Reino Unido
  • Serviço incluído no preço e parcelamento Consulta, prescrição e entrega no país todo
  • Entrega expresso para qualquer local de residência.

Vareniclina

A vareniclina é o nome do princípio activo do Champix, o medicamento desenvolvido para a cessação tabágica. Este tratamento é capaz de produzir uma redução do neurotransmissor dopamina e reduzir os sintomas de dependência do tabaco/nicotina.

A vareniclina é o primeiro de um conjunto de medicamentos conhecidos como agonistas principais do receptor de acetilcolina nicotínica, uma vez que actua directamente no cérebro, de forma muito semelhante à da nicotina.

A vareniclina também difere de todos os outros tratamentos para deixar de fumar porque não liberta nicotina no organismo, apenas substitui esta substância, impedindo que se ligue aos seus receptores.

O que é a Vareniclina?

A Vareniclina, é o ingrediente ativo do medicamento Champix, um medicamento oral que apoia adultos na cessação do tabagismo. O ingrediente activo vareniclina atribui-se aos receptores de nicotina no corpo e actua em três maneiras: reduz a vontade de fumar e reduz os sintomas de abstinência que podem ser associados com a interrupção de fumar. Além disso, à estudos que provam que a vareniclina minimiza o efeito do cigarro.

formula da nicotina

Vareniclina foi aprovada para o mercado europeu em outubro de 2006 e é comercializado na forma de comprimidos da empresa farmacêutica Pfizer. A droga está disponível em duas doses diferentes (0,5 mg e 1 mg). Recomenda-se a dose mais baixa (0,5 mg por dia) para iniciar e depois, gradualmente, aumentar diariamente para uma dose de 2 mg (2 x 1 mg por comprimido). O objectivo é antes de tudo uma duração de tratamento de 12 semanas.

Uso médico de vareniclina

Vareniclina é um ingrediente ativo utilizado no medicamento Champix, que atende as necessidades de pessoas que desejam parar de fumar. O ingrediente ativo pertence ao grupo de agentes que são utilizados contra a dependência de nicotina, uma substância altamente viciante, que cria no fumante total dependência.

Trata-se de uma substância que pode ser usada inclusive por fumantes que já fizeram várias tentativas de abandonar o vício do fumo ou que tenham tido recaída mesmo após o tratamento.

modo de ação da vareniclina

Farmacologia

O princípio ativo vareniclina é comercializado com o nome de Champix, em comprimidos com 0,5 mg e 1,0 mg. O Champix é composto de kits para tratamento nas seguintes composições:

  • Kit para início de tratamento em embalagens contendo 11 comprimidos revestidos de 0,5 mg e 42 comprimidos revestidos de 1 mg;
  • Kit de manutenção de tratamento, em embalagens contendo 112 comprimidos revestidos de 1 mg;
  • Kit tratamento complete, com embalagens contendo 11 comprimidos revestidos de 0,5 mg e 154 comprimidos revestidos de 1 mg.

A vareniclina atua com eficácia na cessação da necessidade de nicotina, aliviando os sintomas de abstinência e dependência, e simultaneamente resultando na redução dos efeitos compensatórios e de reforço do fumo, pela prevenção da ligação da nicotina aos receptores cerebrais.

Como funciona a vareniclina?

A vareniclina foi criada e desenvolvida para actuar no mesmo receptor do cérebro que a nicotina. A vareniclina funciona como um agonista parcial e actua de dois modos após se ligar ao receptor:

  • Reduz os sintomas de abstinência e dependência associados ao tabagismo, estimulando o receptor a libertar dopamina.
  • Reduz a satisfação e o prazer associados ao acto de fumar através do bloqueio do receptor da nicotina.

A vareniclina funciona com sua ligação parcial ao receptor de nicotina no cérebro. Dessa forma, ela atua, ao mesmo tempo, para reduzir a intensidade do desejo de fumar, reduzindo os sintomas relacionados à abstinência.

Em consequência, o indivíduo fumante pode atingir e manter a abstinência do cigarro sem passar pelos terríveis efeitos provocados pela abstinência, como nervosismo, ansiedade e outros.

como funciona a vareniclina

Contudo, se mesmo tomando a vareniclina o fumante não resiste ao desejo e busca fumar um cigarro durante o tratamento, o medicamento traz um efeito de retirada da sensação de prazer associada ao fumo, tornando o cigarro com um gosto desagradável, ajudando a prevenir o círculo vicioso e fortalecendo o fumante a conseguir resultados positivos com o tratamento. A vareniclina impede que o fumante sinta prazer nas possíveis recaídas durante o tratamento contra o tabagismo.

Normalmente, a vareniclina é um medicamento indicado para pessoas que já tentaram parar de fumar outras vezes, com outros tipos de medicamentos, e que não obtiveram sucesso ou ainda quando o médico considera que o fumante possui o perfil adequado para o uso desse princípio ativo.

Vale ressaltar que o tratamento contra o fumo deve ser feito com acompanhamento médico e psicológico, e que a vareniclina possui mais eficácia quando o fumante tem o real desejo de parar de fumar.

Dessa forma, evitam-se os efeitos da abstinência, já que o desejo de nicotina pode ser maior do que a vontade de parar de fumar. O medicamento é um auxiliar para que o fumante deixe de apreciar a nicotina e o tratamento exige a continuidade, sempre com acompanhamento de profissionais.

Em resumo, o tratamento com vareniclina bloqueia os efeitos da nicotina, diminui os sintomas de abstinência e reduz a necessidade de fumar.

Posologia

O tratamento com vareniclina deve começar uma semana antes da data em que se quer deixar de fumar. Durante os primeiros três dias da primeira semana de tratamento, deve tomar um comprimido de 0,5mg de vareniclina por dia.

Nos quatro dias seguintes a dose deve ser aumentada para 2 comprimidos de 0,5mg por dia.

No dia 8 deve começar a tomar 2 comprimidos de 1mg de vareniclina por dia, durante 12 semanas. Não se recomenda a combinação da vareniclina com outros tratamentos que contenham nicotina.

Estudos clínicos sobre a vareniclina

Os estudos clínicos sobre a vareniclina foram feitos com fumantes comparando a eficácia da dose de 1 mg duas vezes por dia, de bupropion de libertação prolongada com 150 mg duas vezes por dia e de placebo.

O ensaio ocupou 52 semanas, com os fumantes recebendo o tratamento durante 12 semanas, seguido de uma fase de 40 semanas sem qualquer medicação.

Em todos os estudos clínicos, durante o tratamento ativo, os fumantes tiveram o desejo e os sintomas de abstinência reduzidos de forma significativa nos pacientes que tiveram tratamento com vareniclina, ao contrário dos que fizeram uso do placebo.

A vareniclina também reduziu significativamente os efeitos de reforço do tabaco, que podem manter o comportamento de fumante em pessoas que fumaram durante o tratamento, quando comparados com os que tomaram placebo.

Os estudos também avaliaram a manutenção da abstinência, trazendo resultados efetivos para quem usou a vareniclina sem usar cigarro durante o tratamento.

Efeitos colaterais da vareniclina

Quando uma pessoa resolve parar de fumar, com ou sem tratamento, apresentam-se vários sintomas, como disforia ou humor depressivo, insônia, irritabilidade, raiva, frustração, ansiedade, dificuldade de concentração, redução do ritmo cardíaco, agitação, aumento de apetite ou aumento de peso.

Veja abaixo os principais efeitos colaterais:

Efeitos secundários muito frequentes e frequentes:
  • Diarréia
  • Inchaço
  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Problemas digestivos
Efeitos secundários ocasionais:
  • Insônia
  • Sonhos anormais
  • Fadiga
  • Tontura
  • Dificuldade de sentir aromas

 

Os estudos com vareniclina não foram feitos para distinguir entre reações adversas relacionadas com o tratamento ou reações possíveis associadas à eliminação da nicotina do organismo.

Em fumantes que fizeram o tratamento com a dose recomendada de 1 mg duas vezes ao dia, após o período inicial, os sintomas constatados foram náuseas. Na maior parte dos casos, a náusea ocorreu no início do período de tratamento, tornando-se mais moderadas com o decorrer das semanas e sem qualquer ocorrência depois de duas ou mais semanas.

Alguns pacientes apresentaram sintomas parecidos com a eliminação da nicotina sem tratamento, como insônia, dores de cabeça, aumento do apetite, sonolência, tontura, alterações no paladar, prisão de ventre, vômitos, diarreia, distensão abdominal, má digestão, excesso de gases, boca seca e cansaço excessivo.

Indicações e contraindicações da vareniclina

A vareniclina não é recomendada para pessoas menores de 18 anos, por mulheres grávidas ou que estejam amamentando e nem por aquelas que mantém o costume de se automedicar. Também não podem fazer uso da vareniclina pessoas alérgicas ao princípio ativo ou qualquer outro composto do medicamento.

Fumantes que pretendem fumar com o uso de vareniclina e que apresentem qualquer tipo de doença psiquiátrica não estabilizada, deve antes fazer o tratamento dessas doenças antes de dar início ao uso de vareniclina em tratamento contra o tabagismo.

Por ser um medicamento que altera as funções cerebrais, criando condições diferenciadas de comportamento, é importante que o médico faça uma avaliação, verificando se o paciente mantém algum tipo de transtorno psíquico, já que a vareniclina pode desestabilizar o estado mental de uma pessoa mais vulnerável.

Além disso, também é importante destacar que a vareniclina pode alterar os efeitos de outros medicamentos, exigindo que se faça um ajuste nas doses, como no caso de teofilina, varfarina e insulina.

Pessoas que pretendem parar de fumar devem antes fazer uma consulta médica e, durante o tratamento, ter o acompanhamento de profissionais capacitados para não incorrerem nos riscos provocados pela abstinência.

Fontes:

Seleccione
Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega em 7-10 dias